i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Veículos

Lojas de usados ganham novo fôlego

  • 04/03/2009 21:28

Fiat e Honda fazem recall

A Fiat iniciou ontem um recall do modelo Punto por problemas no cinto de segurança. A empresa vai trocar peças de unidades produzidas entre junho de 2007 e novembro de 2008, mas não informou o número de veículos envolvidos.

Mais informações pelo telefone 0800 707 1000 ou no site www.fiat.com.br. Já a Honda convoca os proprietários das motos CG 125 Fan 2009 a procurarem uma concessionária da marca para verificação da necessidade de substituição do tubo de combustível. A empresa informa que algumas unidades podem apresentar danos neste componente.

A linha de crédito de R$ 400 milhões exclusiva para concessionárias de veículos usados, assinada na terça-feira com a contrapartida de manutenção de empregos no setor, foi avaliada como "uma medida justa, que dará um novo fôlego às revendas que renovarão seu estoque com preços atualizados", segundo o presidente da Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar), Lidacir Antônio Rigon.

Apesar de metade do valor ser proveniente do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), Rigon afirmou que o ministro do trabalho, Carlos Lupi, teria condições de ampliar a linha de crédito para até R$ 2,5 bilhões. Para Rigon, a taxa favorável – de 11,2% ao ano mais TJLP, que é de 6,25% ao ano – com prazo de 24 meses ajudará a segurar demissões no setor. "A média de cinco funcionários por revendedora não é alta, então creio que o associado conseguirá manter seu nível de emprego sem maiores esforços", avaliou.

Segundo a Assovepar, o Paraná tem cinco mil lojas associadas, que empregam 25 mil pessoas. Rigon também avalia como muito positiva a ideia de o governo manter o IPI reduzido para os carros novos por mais tempo. Para ele, isso seria uma "medida inteligente" capaz de manter o aquecimento da economia nacional.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.