i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Qualificação

Mão de obra é entrave para Cargill

  • PorMaria Gizele da Silva, da sucursal
  • 14/02/2013 21:22

A falta de mão de obra qualificada pode dificultar as contratações do setor operacional da nova fábrica da Cargill no Paraná. A Agência do Trabalhador em Castro, nos Campos Gerais, já abriu duas etapas para a seleção de currículos, mas muitos candidatos não têm o ensino médio completo, requisito básico da empresa.

São mais de 100 vagas abertas para as funções de almoxarifado, auxiliar de produção, analista de laboratório e mecânico elétrico, entre outros cargos. A gerente da Agência, Ivana Sandrini, diz que só terá a confirmação de que não há mão de obra disponível depois da conclusão das entrevistas.

Em nota, a assessoria da Cargill amenizou a falta de concorrentes qualificados. "Até o momento, recebemos uma grande quantidade de currículos para triagem. A Cargill trabalhará fortemente com seus parceiros e acredita que os profissionais da localidade estão aptos para participar deste processo".

A Agência do Trabalhador informou que há 118 vagas em aberto, mas a Cargill falou em 113. As entrevistas ocorrerão a partir de 20 de fevereiro. Após a contratação, os novos funcionários passarão por um treinamento no Senai. A nova fábrica da Cargill vai produzir amido de milho e xarope usados na indústria alimentícia. A unidade está prevista para ser inaugurada em outubro deste ano e está orçada em R$ 350 milhões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.