i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Conjuntura

Meirelles prevê crescimento econômico de 5,8% no ano

Para presidente do BC, país está em sua "melhor forma" em muito tempo. Ele admitiu, porém, que expansão econômica traz pressão inflacionária

  • PorAgência Estado
  • 20/01/2010 15:30
Presidente do BC, Henrique Meirelles, em imagem de arquivo | Agência Brasil
Presidente do BC, Henrique Meirelles, em imagem de arquivo| Foto: Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse nesta quarta-feira (20), em teleconferência com jornalistas, que o Brasil está em sua "melhor forma macroeconômica" em muito tempo. "Estamos prevendo crescimento econômico de 5,8% para 2010", afirmou.Em 2009, o crescimento na maior economia da América Latina ficou perto de zero. Mas o crescimento robusto poderá reativar as pressões inflacionárias. Em 2009, a inflação medida pelo IPCA foi de 4,3%.

O centro da meta da inflação estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para este ano é de 4,5%. "Os bancos centrais do mundo todo devem sempre se preocupar com a possibilidade de uma volta da inflação", disse Meirelles. "Mas, no momento, achamos que a inflação para 2010 e 2011 está em torno da faixa da meta."

Investimento

O investimento estrangeiro direto deve subir para US$ 45 bilhões em 2010, de apenas US$ 25,9 bilhões no ambiente recessivo de 2009. "O investimento está liderando o crescimento agora, enquanto anteriormente era o consumo que liderava", disse. "Estamos alcançando um bom equilíbrio macroeconômico; a produção de bens de capital (maquinas e equipamentos) está se recuperando."

Meirelles deu poucas indicações sobre a política monetária, notando apenas que o compromisso intransigente do BC "com a meta de inflação levou a um declínio na taxa de juro real".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.