i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mercado internacional

Nasdaq lança oferta hostil para aquisição da Bolsa de Londres

  • Por
  • 13/12/2006 17:43

A Bolsa americana Nasdaq, na qual são negociadas ações de empresas de alta tecnologia, lançou oficialmente ontem uma oferta de 2,7 bilhões de libras (US$ 5,3 bilhões, ou cerca de R$ 11,4 bilhões) para comprar a LSE (London Stock Exchange), a Bolsa de Valores de Londres. A oferta já havia sido rejeitada pela diretoria da LSE, no entanto.

Na tentativa de obter aprovação da parte dos acionistas da LSE, a Nasdaq reduziu o nível de aceitação necessário para 50% mais uma ação – antes, eram 90%. Os acionistas têm até 11 de janeiro de 2007 para decidir se aceitam a oferta ou não.

A Nasdaq já possui uma participação de 28,75% na LSE e informou que não irá elevar o valor da oferta a menos que surja um competidor na disputa pela Bolsa londrina.

O executivo-chefe da Nasdaq, Bob Greifeld, disse que o negócio representa "um valor justo e completo para os acionistas da LSE, levando em conta os sucessos da Bolsa de Londres, mas também as ameaças à competitividade que a LSE vai enfrentar em 2007 e depois".

A Bolsa de Londres rejeitou mais uma vez a oferta, considerada hostil, alegando que ela "subestima significativamente e não reflete sua posição estratégica única, os sólidos ganhos e o momento operacional da empresa".

A executiva-chefe da LSE, Clara Furse, rejeitou outras ofertas de compra, como as da Deutsche Börse e do Macquarie Bank, sob a mesma alegação. No mês passado, Furse disse que a oferta da Nasdaq "não reconhece o impressionante crescimento e as perspectivas de nosso grupo".

Se a transação vier a ser concretizada, poderá dar origem à maior Bolsa de valores do mundo, com mais de 6,4 mil empresas listadas que teriam um valor de mercado total de 6,3 trilhões de libras.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.