O nível de emprego na indústria aumentou 0,4% em setembro na comparação com o mês anterior, informou nesta terça-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado do ano, no entanto, o índice acumula queda de 0,3% na comparação com os primeiros nove meses de 2005, e nos últimos 12 meses, redução de 0,3%.

Na comparação com igual mês de 2005, no entanto, o índice de setembro se manteve praticamente estável, com ligeira alta de 0,1%. Segundo o IBGE, a alta em setembro reverteu a queda registrada de julho para agosto de 0,2%.

O número de horas pagas na indústria subiu 0,6% em relação ao mês anteior e 0,3%, na comparação com setembro de 2005. No acumulado do ano, o número de horas pagas pela indústria ainda registra ligeira queda de 0,1% e, nos últimos 12 meses, recuou 0,2%.

A folha de pagamento real avançou 0,1% ante agosto, com ajuste sazonal. NA comparação com setembro de 2006, a alta da folha de pagamento é de 1,8%. No acumulado do ano, os salários aumentaram 0,8% e, no s últimos 12 meses, 1,0%.

Em nível nacional, os setores que contribuíram para a alta do nível de emprego foram alimentos e bebidas (7,0%), refino de petróleo e produção de álcool (16,6%) e meios de transporte (2,4%). Em sentido contrário, influenciaram negativamente o índice os setores de calçados e artigos de couro (-13,6%), vestuário (-7,8%) e máquinas e equipamentos (-4,3%).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]