i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
IPO

Banco Inter se torna a primeira fintech a abrir capital na Bolsa

Com ações precificadas em R$ 18,50, o Banco Inter, controlado pela MRV Engenharia, espera usar o valor captado no IPO para impulsionar sua expansão

  • PorDa Redação
  • 30/04/2018 15:16
Representantes do Banco Inter na cerimônia de abertura de capital, na B3. | B3/Divulgação
Representantes do Banco Inter na cerimônia de abertura de capital, na B3.| Foto: B3/Divulgação

Em cerimônia realizada na B3 nesta segunda-feira (30), o Banco Inter se tornou a primeira fintech a listar ações na Bolsa brasileira.

O Banco Inter foi fundado há 24 anos pela família Menin, dona da construtora MRV, e era conhecido como Banco Intermedium antes de passar por um profundo processo de digitalização — iniciado em 2015 e que culminou, em 2017, com a nova marca. Hoje, com 500 mil clientes espalhados pelo Brasil, alia a experiência de duas décadas de atuação com uma oferta digital e gratuita de serviços bancários.

As ações do Banco Inter (BIDI4) foram precificadas em R$ 18,50 na última quinta-feira (26), um pouco acima do piso da faixa, que ia de R$ 18 a R$ 23. As units (BIDI11), precificadas em R$ 74, iniciaram o pregão com forte alta de 16%, mas depois estabilizaram em torno de 6,8% acima do preço inicial.

Além de ser a primeira fintech brasileira a abrir capital no país, o Banco Inter é, também, o primeiro banco de varejo que faz esse caminho no Brasil em uma década.

LEIA TAMBÉM:Com conta corrente 100% digital e gratuita, Banco Inter quer chegar a 1 milhão de clientes

Durante a cerimônia na B3, João Vitor Menin, presidente do Banco Inter, disse que a escolha por fazer a abertura de capital do banco no Brasil era óbvia: “Somos uma empresa brasileira, feita por funcionários brasileiros e com clientes brasileiros. Nada mais justo e mais natural do que se listar no Brasil”.

O Banco Inter movimentou R$ 721 milhões em seu IPO. Os recursos da oferta primária, cerca de R$ 541 milhões, serão usados para expandir operações de crédito e em investimentos em tecnologia, marketing e aquisições estratégicas a fim de alcançar a meta de fechar 2018 com 1 milhão de clientes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.