i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Privacidade

Como baixar todos os dados que o Facebook tem de você

A ferramenta baixa, em um único arquivo, tudo que ela sabe de você — e isso pode ser bastante revelador

  • PorAbby Ohlheiser
  • Washington Post
  • 28/03/2018 10:41
Logo do Facebook refletido no olho de uma mulher. | Josh Edelson/AFP
Logo do Facebook refletido no olho de uma mulher.| Foto: Josh Edelson/AFP

Minha mãe ficaria orgulhosa de saber que o Facebook acredita que meus amigos e eu somos parte do grupo de pessoas rotulada como "Vida Adulta Estabelecida".

Na verdade, o Facebook sabe muito sobre como eu cresci na última década: em 2007, o Facebook sabia que eu estava recusando convites para festas de formatura da faculdade e postando prints de fotos do Cute Overload no meu mural. Em 2018, o Facebook sabe que eu cliquei em 17 anúncios desde o final de janeiro para roupas de trabalho de aparência adulta, porque não posso blusas e calças de flanela para trabalhar eternamente. E eu cliquei em mais de uma dúzia de anúncios de apartamentos locais que eu jamais conseguirei pagar.

A mais recente crise de confiança do Facebook, desta vez inspirada pelas notícias da Cambridge Analytica, levou muita gente que tem perfil na rede social a perceber algo muito importante: os usuários do Facebook não são os clientes. Eles são o produto.

Enquanto essa ficha cai, alguns estão optando por sair da plataforma. Outros estão investigando o que é que o Facebook sabe sobre eles. Acontece que há uma maneira bem fácil de descobrir isso em um único arquivo gigante.

LEIA TAMBÉM: Veja (e apague) tudo que o Google sabe de você

Nas configurações do Facebook para sua conta — logo abaixo do link para desativá-la —, há uma opção para baixar uma cópia de todos os seus dados no Facebook. O arquivo pode ser um alerta assustador: todos esses anos navegando no feed de notícias e compartilhando selfies, eventos e desejos de feliz aniversário no Facebook ensinaram bastante à empresa sobre você. Você, o usuário, é parte do motivo pelo qual o Facebook se tornou tão bom em segmentar anúncios. Você está dando a eles tudo que é preciso para fazer isso.

Este link te leva direto às configurações da sua conta. Clique no link para baixar seu arquivo e siga as instruções:

Este link baixa todos os dados que o Facebook tem de você.
Facebook/Reprodução

Depois que você fizer a solicitação, o Facebook enviará dois e-mails: O primeiro reconhece que ela foi feita e o outro, fornece um link para obter o arquivo quando ele estiver pronto. O tamanho do seu arquivo — e, portanto, o tempo que leva para o Facebook criá-lo — varia.

Baixei o meu arquivo no último fim de semana. Eu esperava resultados relativamente limitados para uma visitante frequente no Facebook. Embora esteja na plataforma desde 2004, eu não uso o aplicativo do Facebook no meu celular, só mantenho o Messenger no nele por curtos períodos de tempo quando eu realmente preciso e excluo manualmente, a cada dois ou três meses, as categorias que ficam listadas automaticamente nas minhas preferências de anúncios.

Ainda assim, foi um pouco inquietante percorrer alguns dos resultados, particularmente o meu histórico recente de interações com anúncios — informações que o Facebook diz que só retém por um determinado período de tempo. Aparentemente, cliquei no mesmo anúncio de um vestido de Boden três vezes (eu não o comprei). Cliquei em outro, de um site claramente duvidoso, prometendo me explicar "por que algumas mulheres envelhecem mais rápido que outras?"

Outros, incluindo alguns dos meus amigos, aprenderam com o arquivo que o Facebook sabia muito mais sobre eles do que pensavam. Um contato de lá, que manterei anônimo, compartilhou comigo alguns de seus resultados. O Facebook tem sua lista de contatos e o que parece ser um registro bastante abrangente de cada ligação que ele fez e das mensagens que enviou, de um período de vários meses entre 2015 e 2016.

Ele não foi o único:

Como a Ars Technica relatou, o Facebook precisa de permissão para coletar informações como essa do seu smartphone quando você instala o aplicativo. Mas alguns usuários do Android podem ter concedido essa permissão sem perceber, antes da reformulação do sistema de permissões do Android.

LEIA TAMBÉM: App do Facebook coleta de dados de ligações e mensagens SMS

O Facebook respondeu ao Ars Technica em um post de "checagem de fatos" que nega ter coletado o histórico de chamadas e SMS de qualquer pessoa sem a permissão deles. "Quando você se inscreve no Messenger ou no Facebook Lite no Android, ou se conecta ao Messenger em um dispositivo Android, tem a opção de enviar continuamente seus contatos, assim como seus históricos de ligações e de mensagens de texto", diz o texto. Os usuários podem desativar essa permissão a qualquer momento e o Facebook disse que não vende essas informações para terceiros. Os dados são usados ​​nos algoritmos que ajudam o Facebook a recomendar amigos.

Há uma tonelada de outras informações nos dados para download, incluindo todas as mensagens do Facebook que você já enviou ou recebeu, a sua linha do tempo inteira e uma lista de anunciantes de terceiros que têm suas informações de contato. De acordo com o Facebook, esse download também pode incluir o "número único" que o Facebook atribui a você para fins de reconhecimento facial, com base nas fotos em que você foi marcado no site.

Mudanças em breve

Por Redação da Gazeta do Povo

Nesta quarta (28), o Facebook anunciou que fará mudanças nas ferramentas de privacidade da rede social. O acesso do usuário às suas informações será mantido, mas ganhará divisões no próprio site — atualmente, no procedimento descrito acima, só é possível acessar/baixar um único arquivo gigante contendo todos os dados.

A mudança ocorrerá "nas próximas semanas", segundo o Facebook.

Nova tela de dados do usuário.
Facebook/Divulgação
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.