Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Teste

Trocar a bateria do iPhone melhora o desempenho do celular? Depende

Para modelos afetados pela redução de desempenho derivada da deterioração da bateria, sim. A questão é saber se a bateria está deteriorada

  • Infomoney, com informações da redação
iPhone 6s, um dos afetados | Kārlis Dambrāns/Flickr
iPhone 6s, um dos afetados Kārlis Dambrāns/Flickr
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Desde o final de 2017, a Apple cobra um preço mais baixo pela troca de baterias do iPhone. A medida veio logo após a empresa admitir que reduzia a velocidade de iPhones antigos (modelo 6 em diante) que estejam com a bateria deteriorada, a fim de evitar desligamentos aleatórios devido a picos de energia.

Para modelos afetados pela redução de desempenho, a troca da bateria permite que o iOS volte a operar na velocidade máxima do processador, recuperando o desempenho original do aparelho. O engenheiro Bennett Sorbo publicou em seu canal no YouTube uma comparação entre o antes e depois de a bateria ser trocada.

Sorbo usou um iPhone 6s na comparação. Ele registrou uma série de procedimentos envolvendo abrir vários apps em sequência, cronometrando as ações, e depois executou o Geekbench 4, um aplicativo que realizar uma série de testes de desempenho e atribui uma nota ao desempenho por núcleo do processador e a ele como um todo — o processador do iPhone 6s possui dois núcleos.

LEIA TAMBÉM:Como escolher o melhor iPhone de acordo com seu perfil — e bolso

Os resultados demonstram que a troca da bateria faz diferença, caso o iPhone esteja com a bateria deteriorada e, portanto, com o desempenho reduzido. Com a bateria antiga/deteriorada, o iPhone 6s de Sorbo demorou 5 minutos e 45 segundos para abrir todos os apps e executar o teste do Geekbench; com a nova, o tempo caiu para 4 minutos e 33 segundos. Nos resultados do Geekbench, a pontuação do processamento de cada núcleo subiu de 1437 para 2520 e do processador inteiro, de 2485 para 4412.

Assista ao vídeo que compara o desempenho do iPhone a seguir: 

No Brasil, a Apple hoje cobra R$ 129 pela troca da bateria, que pode ser realizada por qualquer iPhone de modelo superior ao 6. Antes da polêmica em que se envolveu pelo desempenho dos smartphones, ela cobrava R$ 449 – e a troca era válida somente para os iPhones “aprovados” para a mesma.

A próxima grande atualização do iOS, versão 11.3, ganhará uma área extra nos Ajustes informando a saúde da bateria e com a opção de desativar a redução de desempenho. A versão final deve ser lançada na metade de 2018. Veja como ficará (em inglês; imagens do 9to5Mac):

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/03/13/Economia/Imagens/Cortadas/Novas opções de bateria do iOS 11.3-kpED-ID000002-1024x576@GP-Web.png
Novas opções de bateria do iOS 11.3.9to5Mac/Reprodução

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE