O preço que a Argentina pagará pelo gás boliviano está definido, mas será revelado apenas ne quinta-feira, disse em Buenos Aires o ministro de Relações Exteriores da Bolívia, David Choquehuanca.

Apesar da insistência de jornalistas para saber o novo valor do gás natural boliviano exportado à Argentina, Choquehuanca disse que o dado será anunciado pelos presidentes da Bolívia, Evo Morales, e da Argentina, Néstor Kirchner.

A reunião de quinta-feira acontecerá na capital Buenos Aires, onde também haverá a assinatura de outros contratos de cooperação bilateral, disse o chanceler.

O conteúdo do contrato será conhecido no mesmo momento que estiver sendo assinado entre os presidentes, disse o ministro.

A Argentina paga atualmente US$ 3,5 por milhão de BTU de gás natural (medida britânica térmica) e importa do país 5,5 milhões de metros cúbicos por dia.

Choquehuanca não comentou a informação de que o preço aumentaria para US$ 5 por milhão de BTU.

- Está tudo definido mas sempre há algumas observações. Por isso, os presidentes irão se reunir minutos antes do ato formal - disse.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]