Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Petrobras
Governo indicou José Mauro Ferreira Coelho como novo presidente da Petrobras| Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Ministério de Minas e Energia confirmou nesta quarta-feira (6) as indicações de José Mauro Ferreira Coelho como novo presidente da Petrobras e de Márcio Andrade Weber para presidir o Conselho de Administração da companhia. Foram apresentados ainda outros nomes indicados pela União, que é o acionista majoritário da Petrobras, para renovar o conselho. Uma assembleia geral ordinária, que ocorrerá no próximo dia 13, deve alçar Ferreira Coelho ao posto de presidente no lugar do general Joaquim Silva e Luna.

Ex-oficial do Exército, Ferreira Coelho tem mais de 25 anos de experiência profissional, com atuação nos setores de petróleo, gás natural e biocombustíveis. Foi secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia até outubro do ano passado. Exerceu ainda diversos cargos de gestão e assessoria técnica na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) entre 2007 e 2020.

Atualmente, respondia pela presidência do Conselho de Administração da PPSA, a Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S/A, desde maio de 2020. A PPSA é a estatal responsável pela gestão de contratos de partilha de produção e de comercialização de petróleo e gás natural da União.

Ferreira Coelho é bacharel em Química Industrial, mestre em Engenharia dos Materiais pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e doutor em Planejamento Energético pelo Programa de Planejamento Energético (PPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atuou por vários anos na área docente de graduação e pós-graduação, com três livros publicados e mais de 30 trabalhos científicos apresentados ou publicados em periódicos ou anais de congressos nacionais e internacionais.

Já Márcio Weber, novo presidente do Conselho de Administração da Petrobras, é engenheiro civil formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com especialização em engenharia de petróleo. Ingressou na Petrobras em 1976, onde trabalhou por 16 anos. Ocupou diversos cargos gerenciais e diretivos entre os quais se destacam atividades no exterior, na área internacional da Petrobras, em Trinidad e Tobago (1980-1981), Líbia (1984-1986) e Noruega (1987-1990).

Foi membro da Diretoria de Serviços da Petrobras Internacional (Braspetro) entre 1991 e 1992, e diretor da Petroserv S.A., de 2007 a 2020, quando participou na construção e operação de quatro plataformas de perfuração para águas profundas. Foi ainda CEO da empresa BOS navegação e prestou assessoria ao grupo PMI na operação das referidas unidades (2020-2021). Weber já é membro do Conselho de Administração da Petrobras.

Primeiras escolhas foram barradas pelo setor de governança da Petrobras

Ferreira Coelho e Weber foram escolhidos para os cargos de direção na Petrobras após o governo se ver em dificuldade para indicar outros.

Em 28 de março, o Ministério de Minas e Energia havia escolhido Adriano Pires para a presidência da Petrobras e Rodolfo Landim para a presidência do Conselho de Administração. Mas os nomes não foram aprovados pelo comitê de pessoas da companhia, que apontou possíveis conflitos de interesse caso eles assumissem os postos. Ambos, então, declinaram do convite.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]