Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Os partidos de oposição, PSDB, DEM e PPS, protocolaram ontem no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) contra a Medida Provisória 442, que criou o Fundo Soberano do Brasil (FSB). Na ação, os partidos questionam a liberação de R$ 14,2 bilhões via MP para o fundo. Para a oposição, a medida também é inconstitucional porque os recursos virão da emissão de títulos públicos, o que foi vedado pelos parlamentares. Por fim, a Adin questiona as mudanças em relação ao texto que havia sido aprovado pelo Congresso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]