i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba e RMC

Paralisações rápidas marcam início da campanha salarial dos metalúrgicos

Se não houver proposta da Renault em 62 horas e da Volvo em 48 horas, os trabalhadores poderão decretar greve por tempo indeterminado

  • PorFernanda Leitóles
  • 15/09/2010 07:07

Metalúrgicos da Renault e da Volvo paralisaram as atividades por duas horas na manhã desta quarta-feira (15) para pressionar as empresas a apresentarem propostas salariais e discutirem outros benefícios.

Se não houver proposta da Renault em 62 horas e da Volvo em 48 horas, os trabalhadores poderão decretar greve por tempo indeterminado, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba.

Os trabalhadores da fábrica da Renault, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, suspenderam a produção entre 6 e 8 horas da manhã desta quarta. Após esse horário, o expediente de trabalho seguiu normalmente. Outra manifestação semelhante ocorrerá das 14 às 16 horas.

Paralisações nesses moldes também ocorrem na fábrica da Volvo, na Cidade Industrial, em Curitiba. As atividades dos metalúrgicos foram suspensas entre 8 e 10 horas e uma nova manifestação deve ocorrer entre 14 e 16 horas.

Caso a Volkswagen não apresente nenhuma proposta aos trabalhadores, paralisações irão ocorrer na quinta-feira (16) – das 6 às 8 horas, das 14h30 às 16h30, e das 23 horas até a 1 hora de sexta-feira (17).

Reivindicações

Os trabalhadores da Renault e da Volkswagen pedem reajuste salarial de 12% e um abono no valor de R$ 4,2 mil.

E os colaboradores da Volvo querem que o valor do vale-mercado seja reajustado de R$ 60 para R$ 500. Segundo o sindicato, o benefício não é majorado há 14 anos. A categoria pede ainda aumento nos valores de tabela do plano de cargos e salários e estabilidade para os dirigentes sindicais. Após essas discussões, os metalúrgicos pretendem negociar o reajuste salarial.

A assessoria de imprensa da Renault informou que a empresa ofereceu reajuste salarial de 7% -- 4,29% referente à reposição da inflação e 2,71% de aumento real. A proposta foi feita na terça-feira e a empresa afirmou que não recebeu o posicionamento dos trabalhadores sobre o reajuste ofertado.

O sindicato afirmou que a proposta de 7% foi considerada insatisfatória pelos trabalhadores e que a categoria já havia informado a Renault que iniciaria a negociação somente com proposta superior a 9%.

Já a assessoria de imprensa da Volvo informou que a empresa considerou a paralisação dos trabalhadores como uma precipitação, pois houve apenas uma reunião com o sindicato. E, segundo a empresa, os trabalhadores colocaram condições para iniciar a negociação salarial. Uma nova reunião entre as partes deve ocorrer na tarde de quinta-feira.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.