Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A produção industrial do Paraná foi a que apresentou o maior crescimento entre os meses de setembro e outubro deste ano, entre 14 regiões pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aumento foi de 8,7%, mais de seis pontos porcentuais acima da média nacional (2,2%), segundo levantamento divulgado na manhã desta sexta-feira (4). Na comparação com entre outubro de 2009 com o mesmo mês do ano passado, no entanto, a alta na produção industrial foi mais tímida, de 0,6%.

De acordo com o IBGE, o crescimento em outubro foi fortemente influenciado pelo setor de edição e impressão, que teve alta de 113,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, houve quedas significativas nas indústrias de veículos automotores (-21,6%) e de alimentos (-12%).

No indicador acumulado entre janeiro e outubro, o Paraná apresenta queda na produção industrial. Segundo a pesquisa do IBGE, a taxa de -5,2% reflete o desempenho negativo da maioria das atividades pesquisadas. O indicador acumulado nos últimos doze meses entre outubro de 2008 e outubro de 2009 foi de -4,4%, praticamente o mesmo observado na mesma comparação feita no mês de setembro (-4,2%).

Demais regiões

Em dez das 14 regiões pesquisadas pelo IBGE, a produção industrial apresentou crescimento. Depois do Paraná (8,7%), os melhores resultados nessa comparação foram obtidos por Minas Gerais (3%), Espírito Santo (2,9%) e Ceará (2,3%). Os piores resultados foram registrados em Goiás (-10,3%), Pernambuco (-0,7%) e Região Nordeste (-0,3%).

Na comparação com outubro do ano passado, a produção caiu em dez das 14 regiões, sendo que o pior resultado ficou com o Pará (-8,7%), enquanto a maior alta nesta comparação foi registrada no Espírito Santo (2,4%). Em São Paulo, que responde por cerca de 40% da produção nacional, a indústria registrou resultado positivo de 2,1% em outubro ante setembro, mas houve queda de 5,1% na comparação com outubro do ano passado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]