Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu início, em setembro, exploração da camada pré-sal, no campo de Jubarte, na Bacia de Campos, litoral sul do Espírito Santo. Repetindo o gesto que fez quando o país atingiu a auto-suficiência em petróleo, Lula esfregou as mãos molhadas de óleo no macacão laranja da Petrobras.

O pré-sal é uma camada de petróleo localizada em grandes profundidades na costa brasileira. A camada pré-sal prolonga-se por 800 quilômetros, de Santa Catarina ao Espírito Santo, e guarda estimados 80 bilhões de barris de petróleo e gás.

Ao inaugurar a plataforma a 112 quilômetros da costa do Espírito Santo, de onde é feita a extração do óleo, Lula disse que o petróleo descoberto na camada pré-sal não tem dono e pertence aos mais de 190 milhões de brasileiros. E reafirmou que o dinheiro arrecadado com a extração do óleo do pré-sal será usado em investimento na educação e na distribuição de renda no país.

Lula destacou ainda que o Brasil terá que fazer novos investimentos na indústria naval para atender a demanda que será gerada com a extração do petróleo do pré-sal, como a compra de navios e sondas.

Ou nós tomamos a decisão de fazê-las (sondas e navios) aqui, geramos tecnologia, emprego, renda e desenvolvimento para o país ou a Petrobras vai economizar US$ 100 milhões e vai comprar todas em Cingapura (Ásia), disse.

O presidente Lula afirmou que não quer que o Brasil fique dependente da renda do petróleo e que esse dinheiro deve ser usado para investir no desenvolvimento do país. O mais importante é que a gente não fique dependente do petróleo, porque quase todos os países do mundo que depositaram todo o seu desenvolvimento no petróleo, continuam pobres. Temos que aproveitar o petróleo para industrializar este país, defendeu.

Já a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, comemorou o início da produção do primeiro óleo do pré-sal relembrando o escritor Monteiro Lobato, autor de O Sítio do Pica-pau Amarelo. Ela classificou a descoberta das reservas como o resultado de uma longa trajetória de "perseverança, coragem e fé que se iniciou lá atrás, em 1939, com Lobato, na Bahia.

Acho que, voltando ao Sítio do Pica-pau Amarelo, eu diria que o Brasil e a Petrobras acharam petróleo atrás do galinheiro", disse a ministra.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]