i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Altos e baixos

Como o PIB brasileiro se comportou desde 1901 – e o que se espera para o “ano do vírus”

  • 03/05/2020 13:53
Como o PIB brasileiro se comportou desde 1901 – e o que se espera para o “ano do vírus”
| Foto: Sergio LIma/AFP

As previsões para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2020 vêm se deteriorando desde que o novo coronavírus começou a se espalhar pelo país. E se aproximam do pior desempenho para um único ano em mais de um século.

No ano passado, a equipe do ministro Paulo Guedes projetava crescimento de 2,4% para a economia brasileira em 2020. Depois, a estimativa foi revisada para 2,1%. Com a chegada da Covid-19, o Ministério da Economia passou a ser mais pessimista e, na projeção oficial, aponta para estagnação da atividade, com PIB de 0,02%. Mas o próprio ministro Paulo Guedes admite que haverá recessão.

"Se antes prevíamos -6%, sendo 2% externos, agora estimamos que vamos cair só 4%", disse ele na quinta (30/4) em audiência pública na Comissão Mista de acompanhamento de medidas contra a Covid-19, do Congresso Nacional.

O mercado vem ajustando suas previsões há algumas semanas. Segundo o último boletim Focus, do Banco Central, com dados coletados em 24 de abril, o mercado financeiro prevê retração de 3,34% para a economia brasileira em 2020, conforme a mediana das projeções.

Dentre 85 instituições que registraram suas projeções no Focus, a mais otimista prevê queda de 1,04% para o PIB deste ano. A mais pessimista aposta -6%.

Instituições estrangeiras como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI) estão no lado mais negativo, com projeções de -5% e -5,3%, respectivamente. A agência de rating Moody's prevê contração de 5,2%, enquanto seu braço de consultoria, a Moody's Analytics, fala em -6%. O banco Morgan Stanley projeta queda de 5,1% e o UBS, de 5,5%.

Se essas últimas previsões se concretizarem, o país terá seu pior desempenho econômico em 120 anos. O atual recorde negativo pertence ao ano de 1990, o primeiro do governo de Fernando Collor, quando a economia encolheu 4,35% sob o impacto do confisco da poupança.

Mais recentemente, o país atravessou uma recessão profunda, mas que não se concentrou em apenas um ano. Em 2015 e 2016, o PIB caiu 3,55% e 3,28%, respectivamente, acumulando contração de 6,71% no período.

Veja no infográfico a série histórica com a evolução do PIB do Brasil desde 1901:

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Alexandre Gouvea Santos

    ± 13 horas

    Texto raso, Baixa qualidade informativa. Parece feito para atender um ponto de vista do articulista. Gazeta do Povo já foi melhor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • V

      Vanderson Rodrigues

      ± 22 horas

      Poderia ser melhor a apresentação dessa matéria. Por exemplo: falta um gráfico pra facilitar a visualização dos dados.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • B

        Brasileiro

        ± 2 dias

        Fique em casa

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • M

          MICHAEL GUSTAV ADOLF MULL

          ± 2 dias

          Interessante como estatística , porém incompleta no seu contexto. Se incluíssem as variaçõe do PIB de outros países economicamente mais importantes que o BR , aí sim ,teríamos uma base comparativa.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          Fim dos comentários.