i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Zona do euro

Portugueses dão como certa ajuda do Brasil

  • PorFolhapress
  • 30/03/2011 21:26

Lisboa - Os jornais portugueses dão como certo o socorro financeiro do governo brasileiro a Portugal, que passa por uma crise econômica e tem que amortizar, até dia 11 de abril, 4,5 bilhões de euros de sua dívida pública. Dinheiro de que, segundo o jornal Público, o governo não dispõe em caixa. A publicação afirmou na manchete de sua edição de ontem que o "Brasil [está] disponível para comprar dívida portuguesa". Dá ainda como certa "a intervenção do governo de Brasília na resolução dos problemas financeiros portugueses". No Diário de Notícias, o destaque é para a "garantia" dada por Dilma para ajudar Portugal no que for possível.

A visita de Lula e sua sucessora era uma vista pelo governo português como uma oportunidade de atrair investimentos, ainda que indiretos, do Brasil. Na noite de terça-feira, Dilma tinha um jantar programado com o premier demissionário José Sócrates para discutir negócios entre os dois países, como a possível contratação de engenheiros e arquitetos de Portugal. Mas o encontro foi cancelado, o que adiou a expectativa do governo português de fechar parcerias apenas para a cúpula Brasil-Portugal, que ocorre no fim do ano, depois do prazo que o governo português tem para saldar sua dívida.

Novos rebaixamentos

Ontem a agência de classificação de risco Standard and Poor’s voltou a rebaixar a nota de Portugal, agora para BBB-, um ponto acima do "lixo", segundo classificaram os jornais e televisões portugueses. A agência Fitch, por sua vez, rebaixou a nota do maior banco de Portugal, a estatal Caixa Geral de Depósitos, de A para BBB+, e colocou outras cinco instituições privadas em observação. E destacou que, se o governo português não for ajudado em breve, pode voltar a rebaixar a nota do país.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.