i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Aftosa

Abate de animais será decidido por pecuaristas em janeiro

Técnicos do ministério da Agricultura pressionam o governo do Paraná a realizar o abate

  • PorGazeta do Povo Online
  • 27/12/2005 17:08

O governo do Paraná admite sacrificar o gado da Fazenda Cachoeira, em São Sebastião da Amoreira, no Norte do estado, mas a decisão final será dos pecuaristas. A informação foi dada pelo Secretaria da Agricultura do Paraná, Orlando Pessuti, após uma reunião com técnicos do Ministério da Agricultura que durou por toda esta terça-feira, em Curitiba.

"Nós vamos submeter ao Conselho Estadual de Sanidade Agropecuária (Conesa) para que deles tenhamos a autorização ou não", afirma Pessuti. A reunião está marcada para 11 de janeiro.

O Ministério declarou o estado como área com febre aftosa, apesar de não existir prova de que exista gado doente no Paraná. Na Fazenda Cachoeira há gado vindo da região de foco da doença, em Mato Grosso do Sul. Por enquanto, nenhuma das 209 cabeças adquiridas no estado vizinho foi retirado da Fazenda e estão isoladas. O mesmo acontece com os outros 1,5 mil animais confinados e que não podem ser abatidos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.