Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

As autoridades sanitárias de Mato Grosso do Sul decidiram acelerar o processo de eliminação do vírus da febre aftosa que atingiu rebanhos de fazendas da região Sul do Estado. Em audiência pública nesta sexta-feira, em Eldorado, a 430 quilômetros de Campo Grande, elas anunciaram que não vão mais esperar pelo resultado dos exames laboratoriais para iniciar o sacrifício dos animais infectados.

- Se for comprovado pelos técnicos que os animais apresentam indícios fortes da aftosa, esses animais serão sacrificados imediatamente - afirmou o secretário de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira Filho. Ele garante que os fazendeiros vão receber as indenizações logo que os animais forem sacrificados.

O dono da fazenda Vezozzo, em Eldorado, onde ocorreu o primeiro foco de aftosa há 13 dias, teve 582 animais mortos e enterrados e até agora não recebeu o dinheiro da indenização.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]