i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Moeda

BC mantém compra menor e dólar abre em baixa de 0,90%

  • PorGlobo Online
  • 21/12/2005 08:17

O dólar à vista abriu em baixa de 0,90% nesta quarta-feira, cotado a R$ 2,323 na compra e R$ 2,325 na venda. No mercado de títulos da dívida externa, os papéis brasileiros registram leve alta e o risco-país recua 1 ponto, para 310 pontos centesimais.

Este é o segundo dia consecutivo de queda do dólar, depois de uma seqüência de nove altas. A razão da baixa é o Banco Central, que diminuiu o volume de compras de dólares no mercado. Assim como na terça-feira, o BC oferta nesta quarta 8.300 contratos de swap reverso, equivalentes a US$ 400 milhões. Até o início da semana, as ofertas eram de 12.500 contratos, somando US$ 600 milhões.

O objeto do contrato de swap cambial é o diferencial entre as variações do dólar e dos juros. No swap reverso, o Banco Central assume posição "comprada" em dólar. Ou seja, o BC ganha se a variação do dólar for maior em um determinado período. Já os investidores ganham se a variação dos juros for superior. Na prática, essa operação equivale a uma compra de dólares pelo Banco Central, no mercado futuro.

A quarta-feira não é de agenda muito agitada. No Brasil, os destaques devem ser os dados sobre emprego do IBGE em novembro e os números sobre spread bancário no mesmo período. Nos Estados Unidos saem os números revisados do crescimento da economia no terceiro trimestre.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.