i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Desenvolvimento

FMI vê riscos ao crescimento da economia mundial em 2006, diz fonte

  • PorReuters/Globo Online
  • 20/09/2005 17:38

O Fundo Monetário Internacional acredita que a economia mundial continuará crescendo em 2006, mas vê uma série de riscos. Uma fonte do governo alemão, que não quis ser identificado, disse que o informe sobre o "Panorama Econômico Mundial" do FMI, que será divulgada nesta quarta-feira, destacará a ameaça ao crescimento represenatda pelos altos preços do petróleo, os déficits comerciais e as condições de financiamento menos favoráveis.

O funcionário afirmou que o FMI recomendará ao Banco Central Europeu que mantenha as taxas de juros nos atuais níveis, mas não descarta um corte nos juros para garantir a retomada da atividade.

O funcionário não quis comentar se os ministros de Finanças e os governadores dos bancos centrais do G-7, que se reúnem em Washington na sexta-feira, modificarão sua linguagem sobre as taxas de juros.

Além disso, afirma que a decisão da China de apreciar sua moeda foi um sinal importante de que o país caminha na direção correta, ressaltando, porém, que a medida foi "muito modesta". "Não ficou claro quando a China adotará novas medidas, mas a pressão política do Congresso dos EUA deve crescer até o fim do ano", diz o informe.

O FMI e o Banco Mundial realizarão seu encontro anual, em Washington, nos dias 24 e 25 de setembro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.