Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O governo deve publicar hoje no Diário Oficial da União (DOU) o Processo Produtivo Básico (PPB) para a fabricação de tablets no Brasil. O ministro do Desen­volvimento, Indústria e Comér­cio Exterior, Fernando Pimen­tel, disse ontem que considera a produção de tablets no país "a ponta do iceberg de uma política industrial ambiciosa". Segundo ele, o governo não quer apenas a montagem desses equipamentos no Brasil, mas incentivar a criação de uma indústria de componentes e semicondutores no Brasil.

"O PPB que vai sair é mais rigoroso do que a exigência de conteúdo nacional para notebooks", afirmou. O PPB define o porcentual mínimo de componentes nacionais que precisarão ser utilizados na fabricação dos tablets, neste caso. O cumprimento dessas exigências garante às empresas incentivos fiscais previstos na Lei do Bem e na Lei de Informática.

O ministro antecipou que, no caso dos tablets, será exigido que 50% dos displays (telas) se­­jam nacionais a partir de 2014. No caso dos carregadores de ba­­terias que serão utilizados nesses equipamentos, parcela de 50% terá de ser fabricada no Brasil já em 2012 e atingir 80% em 2013. Metade das placas-mãe que serão utilizadas nos tablets terão de ser produzidas já este ano no país, passando pa­­ra 80% em 2012 e alcançando 95% em 2013. O índice de na­­cionalização para as placas de rede sem fio será de 50% em 2013 e terá de chegar a 80% em 2014.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]