i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Logística

Preço máximo das tarifas de ferrovias vai cair 25% a partir do fim do mês

Para a carga pesada, que inclui principalmente minério, a redução média será 30%. A medida começa a valer no dia 25 deste mês

  • PorAgência Brasil
  • 06/09/2012 14:46

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou nesta quinta-feira (6) uma redução média de 25% no preço máximo das tarifas cobradas pelos concessionários de ferrovias para o transporte de cargas. Para a carga pesada, que inclui principalmente minério, a redução média será 30%. A medida começa a valer no dia 25 deste mês.

De acordo com o gerente de Regulação e Outorgas Ferroviárias da ANTT, Fábio Barbosa, a redução não significa necessariamente uma diminuição nas receitas das concessionárias, porque hoje os preços efetivamente praticados são menores que o teto estabelecido pela agência reguladora. "Estamos trazendo o teto tarifário para os preços que já são praticados atualmente".

Segundo ele, a ANTT espera que a medida reduza a variação dos preços do transporte ferroviário, que muitas vezes aumentam por causa da variação dos fretes em algumas épocas do ano.

O teto tarifário deve considerar especificidades do transporte de carga pelas ferrovias, atendendo usuários com diferentes volumes de carga. A medida valerá para as 11 concessionárias que operam no país.

Essa foi a primeira revisão da tarifas desde o processo de privatização do setor há 15 anos, mas a previsão inicial era fazer revisões a cada cinco anos. Segundo os diretores, as tarifas não foram reajustadas até hoje por falta de instrumentos que pudessem mensurar os custos das concessionárias.

"Se essa revisão tivesse sido feita de cinco em cinco anos, o efeito seria quase nulo, não representaria quase nada. Agora, vai ter um significado representativo", disse o diretor da ANTT, Jorge Luiz Macedo Bastos.

As tabelas das novas tarifas serão publicadas no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira (10) e as concessionárias terão um prazo de 15 dias para fazer a adequação dos contratos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.