Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Com uma inflação mais pressionada diante do reajuste da gasolina e das passagens aéreas, economistas já refazem suas contas e projetam um IPCA mais alto em 2013, embora o índice tenda ainda a se situar abaixo do teto da meta do governo – de 6% neste ano. As revisões ocorrem após a divulgação, ontem, do IPCA-15, prévia do índice oficial do país que acelerou para 0,75% em dezembro e fechou o ano com alta de 5,85%. O resultado veio acima das projeções do mercado, que esperava uma taxa em torno de 0,65% em novembro. Segundo a Rosenberg & Associados, o dado aponta para uma variação do IPCA de dezembro mais elevada, ainda sob impacto do reajuste de combustíveis e das passagens aéreas.

Juros mais altos

A consultoria Rosenberg & Associados acredita que alimentação e bebidas também acelerarão em dezembro, o que deve resultar em um IPCA maior que os 5,85% de 2012 e mais duas altas de 0,25 p.p. na taxa Selic.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]