Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A mediana das projeções para o IPCA do ano que vem, onde está o foco de atuação do Banco Central, apresentou a oitava elevação consecutiva – e das fortes – no Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 28, pela instituição. A taxa subiu de 5,70% para 5,87 – há um mês, estava em 5,51%. No Top 5 de médio prazo, grupo dos economistas que mais acertam as estimativas, a previsão também disparou, saindo de 5,98% para 6,46%. Quatro semanas antes estava em 5,40%.

O BC promete levar a inflação para a meta de 4,5% no fim do ano que vem, mas a autarquia vem chamando a atenção para “novos riscos” que surgiram para o comportamento dos preços. Pelos cálculos da instituição revelados no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de setembro, na semana passada, o IPCA para 2016 subiu de 4,8% para 5,3% no cenário de referência e passou de 5,1% para 5,4% no de mercado.

No caso da inflação de 2015, a mediana da Focus passou de 9,34% para 9,46%. Há quatro semanas, estava em 9,28%. No RTI de setembro, o BC havia apresentado estimativa de 9,5% tanto no cenário de referência quanto quando usou os parâmetros de mercado. No Top 5 de médio prazo da Focus, a mediana para o IPCA de 2015 saiu de 9,37% para 9,61%, bem acima da projeção de um mês atrás, quando estava em 9,41%.

Para a inflação de curto prazo, a projeção para setembro passou de 0,43% para 0,48% - estava em 0,37% quatro semanas atrás. Já a de outubro, aumentou de 0,49% para 0,50% de uma semana para outra ante taxa de 0,47% verificada há um mês. As expectativas para a inflação suavizada 12 meses à frente também pioraram na pesquisa Focus de hoje, passando de 5,82% para 6,05% ante taxa de 5,65% de quatro edições atrás.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]