Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Funcionários que navegam na rede social Facebook podem custar bilhões de dólares a seus empregadores em perda de produtividade, mostrou nesta segunda-feira (20) a análise de uma empresa de segurança na internet.

O Facebook é a nova mania da internet na Austrália, com mais de 230 mil australianos já cadastrados e informações de 100 novos membros a cada hora. A companhia de segurança SurfControl analisou o fenômeno e descobriu que trabalhadores australianos que passam um bom tempo navegando no Facebook custam às empresas até US$ 4 bilhões por ano.

"As pessoas amam estar lá e dizer o que estão fazendo naquele momento, o que estão pensando naquele exato segundo", disse o presidente da SurfControl, Richard Cullen, a uma rádio australiana. "É tão interativo que as pessoas simplesmente ficam viciadas em olhar seus grupos no Facebook o tempo inteiro."

O Facebook permite que amigos se mantenham em contato, coloquem fotos e monitorem uns aos outros. O site também permite encontrar outras pessoas e formar redes de relacionamento social.

Cullen disse que suas descobertas eram baseadas num usuário típico do Facebook, com um salário médio, que passa uma hora por dia conectado. Ele então calculou o custo para as companhias se uma pessoa em cada organização passasse uma hora no Facebook durante o trabalho.

Cullen afirmou que proibir o acesso ao Facebook a partir de computadores no trabalho não era necessariamente a melhor forma de combater a perda de tempo, já que o site permite sociabilização, o que deixa as pessoas mais felizes e dispostas a trabalhar por mais tempo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]