i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Vídeo

Entenda em 1 minuto: Reforma Tributária 2020, CBS, extinção do PIS e Cofins

  • PorGazeta do Povo
  • 24/07/2020 13:45
Reforma Tributária 2020 do ministro Paulo Guedes prevê nova configuração de impostos e será dividida em quatro fases.
Reforma Tributária 2020 do ministro Paulo Guedes prevê nova configuração de impostos e será dividida em quatro fases.| Foto:

O governo finalmente encaminhou ao congresso a primeira parte da Reforma Tributária 2020. Mas o que muda na prática? Entenda em 1 minuto.

Segundo o governo, a tão comentada reforma tributária vai ser dividida em etapas. Nesta primeira fase entregue ao Congresso, o foco está na simplificação, com a unificação do PIS/PASEP e da Cofins em um único imposto sobre valor agregado. Não há aumento na carga tributária.

O ICMS e o ISS ficaram de fora dessa unificação no texto apresentado pela equipe de Paulo Guedes. Só que isso pode acontecer durante a tramitação do projeto no Congresso.

Esse novo tributo vai se chamar contribuição sobre bens e serviços, ou CBS, e terá uma alíquota única de 12%.

Cada empresa vai recolher esse valor sobre a receita bruta e não mais sobre a receita total. Além disso, plataformas digitais vão ter que recolher o imposto CBS quando intermediarem operações em que o vendedor pessoa física não emita nota fiscal eletrônica.

Segundo o governo, a ideia é fazer a reforma tributária em quatro fases. As demais etapas devem tratar do Imposto de Renda, a IPI e a tão comentada nova CPMF.

>> A reforma tributária em “quatro capítulos”. O primeiro se chama CBS

Conteúdo editado por:Rodrigo Fernandes
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.