i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Araucária

Repar teve parada não programada de duas semanas em dezembro

Refinaria ficou fora de operação entre os dias 21 de dezembro e 2 de janeiro para manutenção de um equipamento

  • PorReuters
  • 08/01/2015 11:13
Refinaria Getúlio Vargas (Repar), em Araucária: problema técnico levou à paralisação da produção. | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
Refinaria Getúlio Vargas (Repar), em Araucária: problema técnico levou à paralisação da produção.| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Veja os incidentes mais recentes envolvendo a Repar

Agosto de 2010 – Uma explosão no duto de uma caldeira assustou os moradores da região onde fica a Repar. A Petrobras divulgou na época que o acidente não atrapalharia a produção de derivados de petróleo.

Novembro de 2013 – Na noite do dia 28 de novembro de 2013 houve uma explosão na Repar, em sua Unidade de Destilação U-2100. A produção na refinaria foi paralisada e houve ameaça de greve por parte dos petroleiros, que vinham reclamando de problemas de segurança na Repar. A produção foi prejudicada por dois meses.

Dezembro de 2013 – Dias depois do acidente, a Superintendência Regional do Trabalho interditou a U-2100 por entender que faltava segurança para os funcionários da estatal. Na época, foi constatado que a refinaria vinha operando acima da capacidade de produção.

Maio de 2014 – Uma explosão danificou parte da unidade de fabricação de nafta. Não houve vítimas e nem paralisação na produção.

Agosto de 2014 – Uma falha em uma bomba fez com que toda a produção tivesse que ser direcionada para o sistema de alívio da refinaria, provocando chamas na refinaria. O incidente foi registrado na Unidade de Craqueamento da Repar.

Dezembro de 2014 – Um problema em um equipamento da Unidade de Craqueamento U-2200 paralisou a produção na Repar por quase duas semanas. A Petrobras não divulgou se o problema trazia risco de acidentes.

A Petrobras confirmou nesta quinta-feira (8) uma parada não programada de quase duas semanas da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, por problema em equipamento. A companhia frisou que o mercado foi abastecido conforme o programado.

Dirigentes sindicais disseram na quarta-feira (7) que a unidade U-2200 de craqueamento da refinaria, que tem capacidade para processar 208 mil barris/dia, foi paralisada em 21 de dezembro e religada no início de janeiro.

"O retorno à operação ocorreu no dia 2 de janeiro, atendendo aos procedimentos de segurança na intervenção. Neste período, o mercado foi abastecido conforme programado", disse a Petrobras em nota à Reuters, sem dar mais detalhes.

Histórico de problemas

A parada não programada é o segundo problema sério de operação na Repar em um ano. Um incêndio na unidade de destilação atmosférica da refinaria fechou a unidade por quase um mês, no fim de 2013.

O último problema na Repar, que fornece cerca de 10% do combustível produzido no Brasil, ameaçou seriamente o abastecimento de gasolina na parte norte de Santa Catarina, disse um funcionário da indústria com conhecimento direto do sistema de distribuição de combustíveis do país.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.