i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
petróleo

Repsol comemora acordo que processará gás boliviano para a Argentina

O presidente da companhia petrolífera não mencionou o conflito da Repsol com a Argentina pela desapropriação da maioria das ações da empresa espanhola na petrolífera YPF

  • PorEFE
  • 01/05/2012 15:43

O presidente da companhia petrolífera espanhola Repsol, Antonio Brufau, disse nesta terça-feira (1º) que está "satisfeito" por entregar no sul da Bolívia uma fábrica que processará gás boliviano para a Argentina.

Brufau pronunciou um discurso na jazida de gás natural de Campo Margarita perante o presidente boliviano, Evo Morales, horas depois que este anunciou em La Paz a desapropriação da filial da Rede Elétrica Espanhola (REE).

"Hoje estamos satisfeitos, chegamos ao primeiro marco do compromisso que assumimos com a Bolívia em novembro do ano 2009 e que ratificamos em março de 2010", disse o executivo, aludindo aos compromissos da Repsol com Morales para aumentar a produção de gás para os mercados argentino e boliviano.

Brufau não mencionou o conflito da Repsol com a Argentina pela desapropriação da maioria das ações da empresa espanhola na petrolífera YPF.

Acrescentou que a nova planta de processamento de gás permitirá aumentar a produção de Margarita de três para nove milhões de metros cúbicos diários, a maioria destinada à Argentina.

Por fim, Brufau anunciou que na fase seguinte do projeto será construída uma terceira processadora para que em 2014 suba a produção para 15 milhões de metros cúbicos diários.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.