i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Paranaguá e Antonina

Reunião entre Appa e Ibama é adiada

Encontro deveria acontecer nesta segunda-feira, em Brasília, mas foi transferido para a terça. O encontro discutiria as questões do licenciamento ambiental

  • PorFernanda Trisotto, com informações de André Lückman
  • 12/07/2010 13:45

Desacordo

Os pontos principais do acordo com o Ibama que o Porto de Paranaguá deixou de cumprir:

Plano de contingência - É preciso que o porto tenha um plano para conter emergências. Essa estratégia deve ser "condizente com o tamanho do porto e com a relevância biológica da Baía de Paranaguá".

Crescimento - O porto deve apresentar planos de crescimento estrutural. A estrutura precisa ser "condizente com o crescimento econômico brasileiro".

Sedimentação- Apresentação da análise dos sedimentos que são depositados no mar a todo momento, com a movimentação dos navios. Além disso, o terminal deve recolher esses sedimentos (que contém metais) e depositá-los em lugar seguro para o meio ambiente.

Segurança - De acordo com o Ibama, a dragagem do Canal da Galheta, que dá acesso marítimo à Baía de Paranaguá, está defasada e o risco de acidentes é iminente, o que pode causar vazamentos.

A reunião entre a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), marcada para acontecer nesta segunda-feira (12), foi cancelada. O encontro, que será em Brasília, foi remarcado para a terça-feira (13), às 14 horas. Representantes da Appa e do Ibama devem discutir os problemas apresentados pelos portos paranaenses para a regularização do licenciamento ambiental.

Os portos de Paranaguá e Antonina, que chegaram a ter suas atividades suspensas e puderam voltara a operar por meio de liminar concedida pela Justiça Federal, ainda devem parar uma multa de R$ 4,8 milhões, determinada pelo Ibama. A Appa informou na última sexta-feira (9), que a multa está valendo e que os responsáveis pelos portos têm 20 dias para entrar com um processo administrativo junto ao Ibama para tentar suspender a penalização.

Ibama espera 30 dias

Na última sexta-feira (9), o Ibama anunciou que não vai recorrer da decisão da Justiça Federal que suspendeu a paralisação das atividades dos portos. Segundo o órgão, como a liminar determina que um cronograma para regularizar os problemas ambientais deve ser apresentado em 30 dias, o Ibama vai aguardar o prazo estabelecido pela Justiça.O superintendente da Appa, Mario Lobo Filho, declarou que o cronograma de atividades deve ficar pronto antes do prazo de 30 dias. Segundo ele, as irregularidades estão mais relacionadas a questões formais como falta de relatórios e problemas de documentação.

Embargo

A paralisação das atividades dos portos de Paranaguá e Antonina foi determinada pelo Ibama na tarde de quinta-feira. O embargo começou por volta das 17 horas de quinta e paralisou as operações de 13 navios por cerca de oito horas. Segundo a Appa, não houve prejuízos com relação ao transporte de cargas durante a interdição. Estava garoando durante a noite de quinta e na madrugada de sexta-feira (9) e nessas condições as atividades, normalmente, são suspensas.

Uma ação semelhante ocorreu no Porto de Santos na quarta-feira. A interdição e a multa foram suspensas pelo Ibama três horas depois.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.