i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Infraestrutura

Secretaria anuncia mais R$ 5 bilhões em pedidos para novos portos privados

Os dois maiores serão no Espírito Santos, para movimentação de carga de minérios

  • PorFolhapress e Agência Brasil
  • 06/08/2013 13:26

A Secretaria Especial de Portos anunciou nesta terça-feira (6) que mais 14 pedidos de construção ou ampliação de terminais portuários privados começarão a partir de amanhã seu processo de autorização. Esse processo pode levar de três a quatro meses. De acordo com o ministro de portos Leônidas Cristino esses terminais privados prometem investimentos de R$ 5 bilhões nos próximos 3 anos. Os dois maiores serão no Espírito Santos, para movimentação de carga de minérios, com previsão de investimentos de R$ 2 bilhões; e em Santos (SP), para movimentação de carga de grãos e fertilizantes, com investimentos de R$ 1,2 bilhões.

Esta é a segunda rodada de autorizações para terminais portuários privados feita pelo governo após a mudança na lei de portos. Na anterior, anunciada em julho, foram 50 pedidos colocados em análise com previsão de investimentos de R$ 11 bilhões. Segundo Cristino, desses 50 pedidos, 12 não apresentaram documentação e terão que começar novamente o processo para ter seus terminais autorizados.

Dentre os R$ 5 bilhões, R$ 2,3 bilhões são para dois projetos de ampliação e R$ 2,7 bilhões para 12 novos terminais. Estima-se que os investimentos aumentem a capacidade de movimentação de carga em 35,6 milhões de toneladas.

Novos Pedidos

Além dos 38 terminais que ainda estão em análise, o governo recebeu pedidos de outras 6 empresas para fazer investimentos em áreas semelhantes a dos terminais em análise. Nesses casos, essas 6 companhias poderão ter seus terminais autorizados ou poderão ter que disputar com alguma das 38 que já haviam pedido quem fará o terminal em uma região específica. "Nossa intenção é aumentar os investimentos no setor", afirmou o ministro.

Nos portos públicos, o ministro afirmou que até sexta-feira deverão ser publicados os estudos de viabilidade de terminais portuários em Santos (SP) e na região de Belém (PA) para consulta pública. O governo pretende licitar 31 terminais em portos públicos nessas regiões até o fim do ano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.