Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O controvertido projeto do governo argentino de Cristina Kirchner que cria imposto sobre artigos de luxo foi aprovado pelo Senado nesta madrugada. A lei cria alíquota de 30% para automóveis que custam entre 100 mil e 170 mil pesos (cerca de R$ 35,1 mil a R$ 59,7 mil, pelo câmbio oficial) e de 50% para os de valores acima de 210 mil pesos (R$ 73,7 mil). Também serão taxadas as motos de preço superior a 22 mil pesos (R$ 7,7 mil). Os economistas afirmam que, ao elevar os preços dos automóveis de luxo, o setor acaba corrigindo também os valores dos carros médios e pequenos, o que pode afetar todo o mercado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]