Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Segundo fontes, Planalto já daria como certa derrota com aprovação do projeto | Paulo Whitaker/Reuters
Segundo fontes, Planalto já daria como certa derrota com aprovação do projeto| Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O Senado pode votar nesta quarta-feira (8) o projeto que desobriga a Petrobras de ter uma participação obrigatória na exploração do pré-sal, disse o líder do governo na Casa, Delcídio do Amaral (PT-MS). O senador espera que o debate ocorra após a análise de duas medidas provisórias que trancam a pauta.

“A intenção é votar amanhã. Então nós vamos ter um grande debate aí”, disse Delcídio a jornalistas após reunião de líderes de bancadas com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que também confirmou a tentativa de votar a proposta na quarta-feira.

O projeto, de autoria do senador José Serra (PSDB-SP), desobriga a Petrobras de deter ao menos 30% de participação nos consórcios que exploram blocos de petróleo na camada pré-sal e de ser a operadora única desses blocos.

Pré-sal vira pedra no sapato da Petrobras

Participação mínima de 30% na exploração do pré-sal “amarra” a estatal e afasta investidores, dizem analistas. Senado estuda acabar com o modelo

Leia a matéria completa

Prós e contras

Críticos dessa obrigatoriedade afirmam que ela engessa a estatal, que vive um momento de dificuldade financeira em meio ao escândalo bilionário de corrupção na companhia.

Defensores da participação mínima garantem que a empresa está se recuperando e terá receitas para bancar ao menos os 30% de participação nos blocos.

Na semana passada, uma fonte do governo disse à Reuters que o governo já dá como certa a derrota com a aprovação da  mudança no Congresso, mas que buscará uma alternativa de meio termo à proposta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]