i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pacote econômico

Sete questões sobre as mudanças que vão acontecer no FGTS

Veja como as propostas do governo vão mudar o fundo

  • PorDa Redação
  • 16/12/2016 10:21
 | Pedro Ventura/Agência Brasília
| Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O governo anunciou na quinta-feira (15) mudanças nas regras do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Elas alteram a multa paga por empresas e a remuneração paga ao trabalhador. Veja abaixo as respostas para algumas das principais dúvidas sobre as medidas:

O que muda na remuneração do FGTS?

Atualmente, o fundo é remunerado com uma taxa fixa de 3% ao ano mais a taxa referencial (TR), que é variável (e baixa). O governo agora propõe dividir os lucros do fundo com seus cotistas – que passarão a ter direito a 50% do lucro. Uma simulação apresentada na quinta indica que a remuneração total ficará entre 5% e 6% ao ano para os trabalhadores.

Como será o pagamento desse lucro?

O lucro do fundo é calculado anualmente. O governo não deixou claro em que mês do ano será feita a correção dos depósitos, nem qual será a fórmula de cálculo – provavelmente será levada em conta a média dos valores depositados ao longo do ano anterior.

Como o governo calcula o lucro do FGTS?

O fundo lucra com a diferença entre o custo de captação e os juros praticados em financiamentos feitos com esse dinheiro. Como os financiamentos são com juros baixos, sua rentabilidade também não é muito alta. Além disso, são descontados do lucro os subsídios feitos com dinheiro do FGTS e a rentabilidade garantida aos cotistas (3% ao ano, mais TR).

A redução da multa do FGTS significa que quem for demitido terá uma indenização menor?

Não, a multa paga ao trabalhador por demissão sem justa causa continua sendo de 40% do saldo depositado pelo empregador. A redução proposta pelo governo é em uma multa extra, de 10%, criada em 2001 para cobrir um buraco no fundo. Essa multa já deveria ter sido retirada, mas foi mantida para garantir o pagamento de subsídios.

Qual o efeito da redução da multa?

O efeito é uma redução no custo das empresas, mas de forma muito lenta. O governo vai reduzir o pagamento em um ponto percentual por ano. Em tese, não há efeito sobre a rentabilidade do fundo, que vai depender bastante de como o governo vai administrar os subsídios.

O governo vai autorizar o pagamento de dívidas com o FGTS?

Essa medida está em estudo, mas não foi apresentada na quinta. Ela é complicada porque reduziria o saldo do FGTS em um momento em que o setor de construção civil espera mais recursos para financiamentos. Na outra ponta, seria um ótimo apoio para pessoas com dívidas com juros altos e poderia incentivar uma redução dos juros bancários.

O anúncio muda alguma coisa na forma de sacar o fundo?

Por enquanto, nenhuma outra mudança no saque foi anunciada. Continua sendo liberado o FGTS para a aquisição da casa própria, em caso de demissão sem justa causa, doenças graves, aposentadoria e casos especiais, como catástrofes naturais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.