Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Apenas três atividades econômicas foram responsáveis pela criação de 65,7% dos novos empregos em 2009, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O setor de Comércio, Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas gerou 373,9 mil novas vagas, o de Construção contratou 246,8 mil pessoas e o de Atividades Administrativas e Serviços Complementares gerou 193,8 mil novos empregos. As informações são do Cadastro Central de Empresas 2009 (Cempre).

O número de assalariados nas entidades empresariais do País aumentou 4,6% em 2009 ante 2008. Mas houve redução no ritmo de crescimento das contratações, que haviam registrado aumento de 6 5% em 2008 e de 9,1% em 2007.

A indústria de transformação ficou em nono lugar na geração de empregos em 2009, depois de ter ocupado a primeira colocação em 2007 e a terceira em 2008. Entre 2007 e 2009, as atividades que mais registraram crescimento da força de trabalho assalariada foram Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas, com variação de 18,2%; Artes, Cultura, Esporte e Recreação, com alta de 13,9%; e Construção, com aumento de 12,5%. Em 2009, a região Sudeste teve o maior aumento no volume do pessoal assalariado, com 548,1 mil novos empregos, de um total de 1,2 milhão de cargos criados no País.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]