i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Aviação

Subprocuradora afirma que Justiça Federal deve julgar causas do acidente da Gol

  • PorO Globo Online
  • 07/11/2006 18:04

A subprocuradora-geral da República Maria Eliane Menzes de Farias enviou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) parecer sobre conflito de competência para julgar e processar a causa do acidente aéreo envolvendo o avião Boeing 737-800 da Gol e o jato Legacy 600, fabricado pela Embraer. O conflito foi suscitado pela Justiça Federal de Sinop (MT), a pedido do Ministério Público Federal, em medida cautelar que pediu a permanência dos pilotos do Legacy no país. Para a subprocuradora, o caso deve ser investigado e processado pela Justiça Federal.

No parecer, Maria Eliane argumenta que a Constituição Federal determina que compete à Justiça Federal processar e julgar os crimes cometidos a bordo de navios e aeronaves. "Se o delito, qualquer que seja ele, for praticado em detrimento da segurança de transporte aéreo ocorrido a bordo de aeronave, é competente a Justiça Federal para processá-lo e julgá-lo. Como não há dúvida de que disso se trata, a competência é da Justiça Federal, qualquer que seja o local onde o fato tenha ocorrido" - diz o texto da subprocuradora.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.