Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Secretaria do Tesouro Nacional ganhou mais fôlego para comprar dólares no mercado à vista e, com isso, poderá contribuir mais com a política do governo federal de evitar uma queda da cotação da moeda norte-americana.

De acordo com a resolução 3911, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (6), resultado de reunião extraordinária do Conselho Monetário Nacional (CMN), o Tesouro poderá, a partir de agora, comprar dólares no mercado à vista para fazer frente aos vencimentos da dívida externa de até 4 anos. Até o momento, o limite era de dois anos de vencimentos.

Segundo números do Tesouro Nacional, os vencimentos dos próximos 24 meses da dívida externa somam R$ 17,45 bilhões. Já os papéis da dívida externa brasileira que vencem nos próximos 48 meses totalizaram, no fim de agosto, R$ 30,48 bilhões. A diferença de R$ 13 bilhões, ou cerca de R$ 7,65 bilhões, é o novo limite que a instituição ganhou para aquisições. Contando a dívida contratual, o limite sobe pouco acima de US$ 8 bilhões.

A medida é mais um esforço do governo de conferir liberalidade de capitais e, também, de tentar impedir uma queda mais forte da cotação do dólar - fator que barateia importações e torna as vendas brasileiras mais caras no exterior. Nesta segunda-feira, com o mesmo objetivo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou o aumento do IOF para aplicações de estrangeiros em renda fixa de 2% para 4%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]