Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A indústria brasileira de papelão ondulado comercializou 217,752 mil toneladas do produto em novembro, segundo dados preliminares divulgados hoje pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). O resultado representa uma queda de 2,33% em relação a outubro, mas uma alta de 3,25% ante novembro do ano passado. A venda de papelão ondulado é considerada um termômetro para o desempenho da economia, já que o produto é utilizado na fabricação de embalagens em geral.

As vendas de janeiro a novembro somaram 2,342 milhões de toneladas de papelão ondulado, uma expansão de 12,77% em relação ao mesmo intervalo de 2009. A retração das vendas na comparação com outubro era esperada, uma vez que, sazonalmente, os meses de agosto a outubro são mais favoráveis ao setor. Por isso, o resultado de novembro, a despeito da queda na comparação mensal, representa o melhor volume de vendas para o mês da história do levantamento, iniciado em 2000. O recorde anterior havia sido informado em novembro do ano passado, quando as vendas alcançaram 210,896 mil toneladas.

Outro dado importante no resultado apresentado hoje pela ABPO é que em apenas 11 meses o setor já superou todo o volume comercializado em 2009 (2,273 milhão de toneladas). O montante vendido entre janeiro e novembro representa também um novo recorde anual para o setor, acima da marca de 2008, quando as vendas superaram em 81 toneladas o volume vendido no ano passado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]