i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
São José dos Pinhais

Volkswagen chama de volta 180 trabalhadores no Paraná

Objetivo da montadora é reforçar os estoques. Fábrica de São José dos Pinhais vai interromper a produção por 30 dias a partir do Carnaval

  • PorFernando Jasper
  • 07/01/2015 21:16
Novo Golf e dois modelos da Audi serão produzidos no Paraná | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
Novo Golf e dois modelos da Audi serão produzidos no Paraná| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Protesto

Funcionários da Mercedes fazem greve contra 244 demissões

Funcionários da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, paralisaram as atividades ontem por 24 horas em protesto contra a demissão de 244 metalúrgicos que estavam em layoff. Os cerca de 10,5 mil trabalhadores da Mercedes se unem aos 13 mil funcionários da Volkswagen que também estão em greve em São Bernardo contra a demissão de 800 colegas de trabalho.

A fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais (Grande Curitiba) chamou de volta ao trabalho cerca de 180 dos 600 funcionários que estavam com contratos de trabalho suspensos, no chamado regime de "layoff".

A suspensão valeria por até cinco meses, mas os trabalhadores convocados ficaram apenas dois meses afastados do trabalho. Eles retomaram seus postos na última segunda-feira.

A Gazeta do Povo apurou que o objetivo da montadora é reforçar seus estoques, preparando-se para uma parada de 30 dias na produção, a partir de 18 de fevereiro, logo após o feriado de carnaval.

Durante a interrupção, a empresa vai adequar suas linhas de montagem para a produção do novo Volkswagen Golf e de dois modelos da Audi, que voltará a ser fabricado no Brasil depois de nove anos. Procurada, a Volkswagen não se manifestou sobre o assunto.

Segundo um funcionário da fábrica, as primeiras unidades do Golf serão produzidas em março. A Audi informou que a produção do modelo A3 sedã está prevista para "perto de setembro", enquanto o utilitário esportivo Q3 começa a ser fabricado no primeiro semestre de 2015. Profissionais da Audi vindos da Alemanha e da Hungria já estão trabalhando na unidade de São José dos Pinhais, dedicados à identificação de fornecedores locais, à adequação das linhas e ao treinamento de funcionários.

A "contratação" ocorre no momento em que a Volkswagen acaba de demitir 800 funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo, o que deflagrou uma greve.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.