i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Varejista

Wal-Mart substitui executivos na China

  • PorAgência Estado
  • 29/05/2011 15:28

A varejista norte-americana Wal-Mart agiu rapidamente para substituir dois de seus principais executivos na China, que haviam pedido demissão de seus cargos no último dia 21. Mario José Medina foi escolhido para o posto de diretor de operações no país e Del Sloneker, para o de diretor de operações.

Medina entrou para a companhia em 2007 e trabalhou como diretor de finanças da Wal-Mart em Porto Rico e no Chile, enquanto Sloneker era vice-presidente sênior. "Os dois executivos trazem consigo anos de experiência e um sólido entendimento do mercado varejista da China", afirma comunicado da companhia.

O ex-diretor financeiro, Roland Lawrence, e o de operações, Rob Cissell, pediram demissão de seus cargos para "explorar outras oportunidades", disse um porta-voz da Wal-Mart na época. Eles não foram encontrados pela reportagem para comentar o assunto.

Na semana passada, a varejista anunciou o adiamento para janeiro da conclusão de um acordo para assumir total controle da rede chinesa Trust-Mart. Essa foi a segunda vez em que o acordo, anunciado no ano passado, foi adiado. A Wal-Mart comprou uma fatia de 35% na Trust-Mart, que pertencia à Bounteous Company Ltd., em 2007. Um porta-voz da varejista disse que os pedidos de demissão não tinham a ver com isso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.