i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Crise Econômica

Zapatero diz que Espanha pode sofrer recessão em 2009

  • PorReuters
  • 19/10/2008 14:14

A Espanha poderá voltar a crescer no segundo semestre de 2009, mas entrará em recessão no próximo ano caso a economia mundial siga esse mesmo caminho, afirmou o presidente espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, em uma entrevista publicada neste domingo (19).

Sem mencionar a contração da quarta maior economia da zona do euro, Zapatero declarou ao jornal Público que os países desenvolvidos como a Espanha estão em crescimento trimestral negativo a ponto de estagnar. .

"Eu acredito que no segundo semestre do ano que vem já estaremos com uma atividade econômica de crescimento intertrimestral, o que não quer dizer anual, porque isso vai depender da comparação com este ano", declarou.

"Se há uma recessão global, estaremos em recessão, logicamente", acrescentou.

O desemprego cresceu ao patamar mais alto na zona do euro, trazendo o fim do boom imobiliário, que coincidiu com a escassez mundial de crédito.

O governo afirma que a economia estagnou no terceiro trimestre e manteve sua estimativa de crescimento de 1,6 por cento neste ano e de um por cento para 2009, ante 3,7 por cento em 2007.

A Comissão Européia prevê que a Espanha entre em recessão no final do ano e o Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta uma contração de 0,2 por cento em 2009.

"A recuperação vai custar esforço e tempo, mas, em minha opinião, temos as bases para que o sistema recupere a normalidade com as medidas", esclareceu Zapatero ao jornal espanhol.

O presidente indicou que as condições financeiras começaram a melhorar, porém salientou que a economia estava seriamente afetada pela escassez de crédito.

Ele prometeu ajudar a indústria após ter oferecido aos bancos um pacote de medidas para impulsionar a liquidez e os empréstimos.

"Um banco é um negócio, não uma ONG, e o negócio do banco é emprestar dinheiro", finalizou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.