Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Imagem de vídeo que mostra o coordenador do curso de Segurança Pública da UFF tentando impedir um aluno com uma camiseta pró-Bolsonaro de fazer o juramento em sua formatura.
Imagem de vídeo que mostra o coordenador do curso de Segurança Pública da UFF tentando impedir um aluno com uma camiseta pró-Bolsonaro de fazer o juramento em sua formatura.| Foto: Facebook

Em uma formatura realizada nesta quarta-feira (21), o coordenador do Curso de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF), Pedro Heitor Barros Geraldo (veja vídeo), tentou impedir um aluno, vestido com uma camiseta com a imagem de Jair Bolsonaro, de fazer o juramento da turma.

Ao ver aluno com a camiseta, Barros Geraldo começou a perguntar se outra pessoa poderia cumprir o ato. Como os outros estudantes se negaram, em apoio ao orador, o professor começou um discurso classificando a atitude do aluno de "antidemocrática".

"Que pluralidade de ideias? Você está na camisa com alguém que representa valores que são contra a Constituição Federal que foi promulgada a partir de 1988 a partir de muitas lutas, assim, duríssimas da sociedade brasileira, são valores que aqui na universidade nós tentamos preservar", afirmou Barros Geraldo.

"Estou pedindo [olhando para outros alunos] a outra pessoa que possa representar os valores, inclusive esteticamente, da inclusão, da igualdade de tratamento, do respeito às diferenças", disse. "Nós não temos aqui outra pessoa, vocês estão de acordo que a universidade federal deve admitir valores anticonstitucionais e anti-igualitários?", insistiu.

Uma aluna respondeu que, em nome desses valores da Constituição, "o nosso representante é ele", apontando o orador. Outros alunos consentiram. Um deles disse "vamos fazer valer a diferença de pensamento aqui, professor", e outro "a gente vive em uma democracia, a gente respeita a sua opinião, o senhor tem de respeitar a nossa também".

Como nenhum aluno se prontificasse a seguir o juramento, o ato foi feito pelo rapaz vestido com a camisa pró-Bolsonaro. O coordenador do curso permaneceu sentado todo o tempo.

No fim, com a insistência do professor, outra aluna teve de ler o juramento. Procurada, a UFF não comentou o fato.

71 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]