i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Outro lado

Estado diz não haver prejuízo para alunos

  • PorVanessa Prateano, especial para a Gazeta do Povo
  • 11/03/2010 21:06

A diretora de Administração Escolar da Secretaria de Estado da Educação, Ana Lúcia Schulhan, informou que o órgão, em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação, já está tomando as medidas cabíveis para realojar as crianças, além de formular um plano para readequar a infraestrutura do local, com melhorias de segurança, acessibilidade e redistribuição do mobiliário. "Essa situação ocorre porque, até os anos 80, o estado era responsável pelo ensino de 1ª a 4ª. séries, atribuição que passou a ser do município com a Constituição de 1988. A demanda cresceu e nós estamos nos adequando a ela pouco a pouco. Não é a situação ideal, mas isso em nada prejudica o ensino das crianças", argumentou.

A diretora negou que turmas com idades diferentes tenham aula no mesmo espaço, assim como o fato de que as atividades da biblioteca estejam prejudicadas. "Esse sentimento de invasão acontece porque os professores e a direção do colégio acreditam que a escola é deles, do estado, mas não é assim. A escola é de todos, do cidadão que paga os impostos. É preciso que eles, como educadores, aprendam a ser solidários, a compartilhar o que é de todos", afirmou.

Já a Secretaria Municipal de Educação informou, por meio de nota, que "o município, em conjunto com o estado, está finalizando uma solução para este caso, que deve ser apresentada na próxima semana. Assim, a prefeitura garantirá atendimento a estes alunos, assim como o faz para todos os estudantes do 1º ao 5º ano". Já a diretoria da escola não quis se pronunciar e negou autorização para que a reportagem da Gazeta do Povo fotografasse as aulas, apesar da permissão concedida pela Secretaria de Estado da Educação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.