i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Jovem Cientista

Estudante ganha prêmio por tecnologia simples e barata para desinfectar água

  • PorAgência Brasil
  • 23/10/2008 11:42

Júlia Soares Parreiras, uma das ganhadoras do Prêmio Jovem Cientista, tem 18 anos e ajuda comunidades carentes que vivem às margens do Rio das Velhas, nas proximidades de Belo Horizonte a desinfectarem água poluída para uso doméstico.

Para isso, ela utiliza uma técnica chamada de solarização, na qual usa garrafas PET pintadas de preto de um lado, caixas de papelão e papel alumínio.

A água poluída passa a ser de boa qualidade depois de exposta ao sol por quatro horas, dentro de garrafas que são colocadas, na posição horizontal, em de caixas de papelão com alumínio. Com isso, bactérias como a Escherichia coli, vírus e protozoários são eliminados, evitando doenças como diarréia e esquistossomose.

"Até dengue você pode evitar utilizando esse método", relata a estudante, que ganhou o prêmio com o projeto de desinfecção da água na categoria Estudante de Ensino Médio – período que concluiu no ano passado.

Segundo ela, uma cartilha foi produzida para orientar as famílias sobre como utilizar o método. Júlia espera que, com o destaque proporcionado pelo prêmio, ela consiga produzir mais cartilhas para levar às comunidades carentes. "Várias pessoas não têm consciência da importância de cuidar da água para sua saúde", explica.

A estudante conseguiu desenvolver a pesquisa com a ajuda de uma bolsa de Iniciação Científica Júnior do Centro de Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet) e foi orientada por uma professora da escola onde estudava.

Os três primeiros colocados no Prêmio Jovem Cientista na categoria Estudante de Ensino Médio ganham computadores e impressoras. O resultado do prêmio foi anunciado hoje pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.