Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Unidade de Paranaguá oferece 185 vagas

A Unidade de Paranaguá está com inscrições abertas para o Processo Seletivo 2009. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 30 de janeiro. Clique para saber quais cursos são ofertados

O Ministério da Educação divulgou nesta quarta-feira (7) a relação das escolas técnicas que integrarão cada um dos 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifet). O Instituto Federal do Paraná terá sete campi, localizados em Curitiba, Foz do Iguaçu, Jacarezinho,Paranaguá,Paranavaí, Telêmaco Borba e Umuarama. Nesta quinta-feira (8) está prevista a definição dos reitores dos institutos em cada estado do Brasil.

Presentes em todos os estados, os institutos vão compor a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. De acordo com a portaria publicada nesta quarta no "Diário Oficial da União", Minas Gerais, com cinco institutos, é o estado mais contemplado.

O cronograma de implementação prevê a inauguração de 30 escolas técnicas até março em todo país. Desde o início da expansão do ensino profissionalizante, em 2005, foram entregues 75 unidades. Até 2010, serão 214.

No Paraná

Três institutos federais de educação, ciência e tecnologia Paraná já estão funcionando em Curitiba, Foz e Paranaguá. Tratam-se das Escolas técnicas da Universidade Federal do Paraná que se tornaram instituto com a nova determinação do MEC. Conforme o professor Irapuru Flórido, da Escola Técnica da UFPR, de Curitiba, as unidades de Jacarezinho, Paranavaí, Telêmaco Borba e Umuarama, estão em processo licitatório. "Nós estamos abrindo as propostas esta semana e até o final do ano essas unidades devem estar prontas", declarou o professor que integra a comissão de licitação. Conforme Flórido, cada unidade deve oferecer entre mil e 1.500 vagas. Em Curitiba o número de vagas é maior: 4.500.

A relação publicada no Diário Oficial indica todos os municípios que receberão escolas técnicas. Serão 312 campi em todo o território nacional, com atuação no ensino médio integrado ao técnico (50% das vagas). Neles serão oferecidos cursos de licenciaturas (20%) e cursos superiores de tecnologia ou de bacharelado tecnológico (30%), além de especializações, mestrado e doutorado profissionais.

A lei que criou os institutos foi sancionada em 29 de dezembro do ano passado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]