i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Esquerda unida

Laranjas em lista tríplice da UFRPE: vice-reitor “concorre” com dois de seus apoiadores

  • PorTiago Cordeiro, especial para a Gazeta do Povo
  • 28/11/2019 12:22
Laranjas em lista tríplice da UFRPE: vice-reitor “concorre” com dois de seus apoiadores
| Foto: UFRPE

O Colégio Eleitoral da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) formou, nesta quinta-feira (28), a lista tríplice que será apresentada ao Ministério da Educação, para que o presidente Jair Bolsonaro possa escolher quem será o(a) reitor(a) para o quadriênio 2020-2024. É uma lista curiosa. O primeiro nome é o do atual vice-reitor, Marcelo Carneiro Leão. Ele apresentou seu nome para a consulta prévia da instituição, na qual participaram professores, alunos e técnicos, e recebeu 83,5% dos votos válidos.

Mas os outros dois nomes escolhidos pelo Colégio Eleitoral para "concorrer" com o vice-reitor são de professores que não participaram da consulta prévia junto à comunidade acadêmica, organizada pela Associação dos Docentes da UFRPE (Aduferpe) e pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE). E mais: na consulta à comunidade, apoiaram abertamente o nome de Marcelo Carneiro Leão. Diante da suspeita de que esses dois nomes incluídos na lista só entraram na disputa a fim de garantir a formação de uma lista tríplice com três candidatos do mesmo grupo, a concorrente do professor Marcelo na votação feita com a comunidade, a professora Mônica Folena, se recusou a apresentar seu nome ao Colégio Eleitoral que se reuniu nesta quinta.

Leia também: MEC volta atrás e “eleições” informais para reitor podem ser paritárias

Mesmo grupo

“Não apresentei meu nome porque a resolução 165, que orienta a votação, exige que cada conselheiro apresente seu voto aberto, e muitos conselheiros me procuraram dizendo que não poderiam votar contra o grupo político que está no poder na UFRPE há mais de 20 anos”, explica a professora Folena, que é diretora do Departamento de Educação da instituição. A reitora atual, Maria José de Sena, está no cargo desde 2012.

Ela lembra que, durante a campanha para a votação interna, recebeu agressões. “Tentaram me taxar de fascista, utilizaram as redes sociais para me atacar. Quando, numa sexta-feira de manhã, todos os cartazes com meu nome apareceram rasgados, eu comecei a temer pela minha integridade física”. A chapa da professora foi formada a partir de um coletivo de professores, servidores e alunos, chamada Muda Rural.

“Propusemos fazer uma gestão universitária diferente, menos centralizada, com maior autonomia administrativa e financeira para os departamentos. O objetivo principal era trazer outro olhar de gestão, mais democrático, mais descentralizado”, ela explica. Seu grupo recebeu 18,9% dos votos, na eleição interna realizada entre os dias 6 e 7 de novembro. “Entramos na campanha por acreditar que era uma forma de levar nossas propostas para a comunidade acadêmica. Não apresentamos meu nome para o conselho quando percebemos que a lista tríplice seria formada por dois nomes que não participaram de debates nem apresentaram propostas”, disse. A mesma prática foi observada em outras eleições para reitor ao longo deste ano, como, por exemplo, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Na foto acima, postada no Facebook, está o vice-reitor com os outros dois "concorrentes", todos fazendo o gesto utilizado na campanha do professor Marcelo Carneiro Leão: "Assim se encerra a campanha para a consulta à Reitoria da UFRPE". (Facebook / Reprodução)
Na foto acima, postada no Facebook, está o vice-reitor com os outros dois "concorrentes", todos fazendo o gesto utilizado na campanha do professor Marcelo Carneiro Leão: "Assim se encerra a campanha para a consulta à Reitoria da UFRPE". (Facebook / Reprodução)

“Reitor empossado”

Os dois nomes que completam a lista tríplice ao lado do professor Marcelo Carneiro Leão são os da professora adjunta Anna Paula de Avellar Brito Lima e do professor Inaldo Soares, diretor do Departamento de Letras. Ambos apoiaram abertamente o professor Marcelo. Assinaram listas de apoio ao nome dele (veja na figura abaixo), participaram de sua campanha... E, seis dias depois da votação encerrada, apresentaram ao conselho unificado seus nomes como candidatos.

O apoio foi aberto. Em sua rede social, a professora escreveu, no dia 8 de novembro, às 8h15: “Parabéns para Marcelo e Gabriel (Rivas, candidato a vice-reitor)! A comunidade acadêmica expressou o seu desejo!”.

Ela também escreveu: “Só lembramos que nenhum desfecho, além do que o que a comunidade decidiu será acatado: Reitor eleito, reitor empossado!”. Essa segunda afirmação pode fazer referência ao fato de que o governo federal tem escolhido o segundo ou o terceiro nome da lista tríplice, como aconteceu na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Combate ao governo

O post da professora sugere, portanto, que a lista tríplice, da maneira como foi formada, impede que o Ministério da Educação exerça sua prerrogativa de escolher nomes de outros grupos políticos da instituição. Segundo uma fonte ouvida pela reportagem, a escolha do terceiro candidato da lista tríplice da Universidade Federal do Ceará estimulou este tipo de estratégia.

“Os grupos que mandam nas federais há décadas ficaram assustados com a possibilidade de perder o comando e não querem enviar para Brasília listas tríplices com nomes de membros da oposição”.

Discurso semelhante adotou um grupo de alunos do DCE da UFRPE, que gravou um vídeo (veja abaixo) logo após a escolha do professor Marcelo para encabeçar a lista tríplice. “Nós lançamos numa campanha 'reitor eleito, reitor empossado', diante dos ataques do governo federal, indicando interventores nas universidades”, eles afirmam – na verdade, o MEC tem o direito de escolher qualquer nome indicado pela lista tríplice, mesmo que ele tenha recebido menos votos na consulta interna.

A professora Anna Paula não retornou ao pedido de entrevista. Por email, o professor Inaldo Soares respondeu, na noite da última quarta-feira: “Infelizmente, não poderei conceder a entrevista que você me pede. Passei a tarde inteira em reunião e agora entrarei em aula, de onde sairei só ao final da noite”. Procurado, o professor Marcelo, que, além de atual vice-reitor, é docente do Departamento de Química, tampouco concordou em conversar com a reportagem. A universidade foi procurada, via assessoria de imprensa, tampouco se manifestou.

* Lista de apoio ao professor Marcelo, assinada pelos outros dois "concorrentes":

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • N

    Neto

    ± 6 dias

    O governo não é obrigado a escolher alguém da lista tríplice. Que se quebre esse esquema absurdo de um grupo que se apoderou da universidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • J

      J A Schmidt

      ± 8 dias

      Os esquerdalhas não tem vergonha mesmo, sempre com esquemas, trambiques, seguindo o exemplo do seu líder messiânico o verme 9 dedos.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • B

        BitchoCwb

        ± 8 dias

        De onde saiu os ET's q aparecem no vídeo, se achando, o governo tem por obrigação intervir nestas instituições q estão tomadas por meliantes iguais ou piores ao q se apresentam no vídeo. Universidade é lugar para pessoas que querem estudar e não ficarem fumando e criando ideologias próprias ou achando q qualquer um que se declare contrário as ideias destes pseudos estudantes, são taxados como fascistas, homofóbicos, quando na verdade queremos apenas por ordem e dar oportunidades para verdadeiros alunos, para quem quer ter e viver em um país mais justo. Bando de alíens de cabresto, não sabem o q fazem ali, basta olhar pra dizer q de "estudantes" não tem nada.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • E

          Edson - Sítio Cercado

          ± 8 dias

          Tem que acabar com esta corja da Esquerdalha. Que o Presidente escolha alguém de fora ou peça anulação desta lista tríplice que não tem nada de democrática.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          Fim dos comentários.