Como o menino queria ficar em pé, quando o professor o colocou no colo, ele ficou tranquilo e a aula seguiu normalmente | Facebook/Reprodução
Como o menino queria ficar em pé, quando o professor o colocou no colo, ele ficou tranquilo e a aula seguiu normalmente| Foto: Facebook/Reprodução

Ao publicar uma foto no Facebook dando aula com um bebê, o professor mexicano de Direito Moisés Reyes começou a receber uma enxurrada de mensagens perguntando qual era o sentido daquilo. A resposta foi dada dias depois na própria legenda da imagem: “Tenho uma aluna, que não desistiu da escola apesar dos seus distintos papéis, por isso decidi carregar seu filho, sem interromper a classe para que tomasse anotações”. A publicação, uma semana depois, já tinha alcançado mais de 22 mil compartilhamentos.

Facebook/Reprodução

O neném, de seis meses, é filho de Yelana Salas, de 22 anos. Como a sua família não tinha conseguido cuidar da criança naquele dia, 30 de junho, ela perguntou ao professor, responsável pela disciplina de Direito Internacional na Universidade Interamericana para o Desenvolvimento, em Acapulco, se podia levar o pequeno à aula, como tinha feito outras vezes.

Naquele dia, no entanto, o menino estava inquieto e Yelana não conseguia prestar atenção na aula. Em entrevista à imprensa local, Reyes disse que viu a cara de desespero da mãe, que tentava fazer anotações e não conseguia, e decidiu fazer alguma coisa. “Fiquei com pena e vi que era possível, então decidi ajudá-la”. Como o menino queria ficar em pé, quando o professor o colocou no colo, ele ficou tranquilo e a aula seguiu normalmente.

A foto foi tirada por outra estudante e enviada ao professor por WhatsApp.

Leia também: Por que é importante aprender as velhas equações de x e y

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]