Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • M

    Marcelo

    31/10/2020 18:21:44

    Matérias como essa fazem valer a pena um ano de assinatura. Uma analogia perfeita, seguida de uma excelente reflexão. Parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Abdala Radi Maftum

    31/10/2020 14:39:43

    O artigo de Isabelle Barone já é instigante na sua chamada. Os educadores nascidos nos anos de 1980 (é preciso fazer esse corte) e "frequentaram" as Instituições de Ensino Superior (IES), 20 anos depois (em média) e, assim, dizem (na sua maioria) que são "profissionais da educação", são, também, responsáveis pelo quadro triste e perturbador da educação brasileira. O "analfabetismo" de conteúdo que permeia sua formação é, também, responsabilidade das IES que, infelizmente, é composta por "mestres" ou "doutores" deslocados dos princípios da educação x nação democrática , mas, "antenados" e "atuantes", em defesa da ideologia esquerdista preguiçosa ...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Leandro Fluzão

    31/10/2020 0:09:32

    Apesar da boa qualidade do artigo, a autora comete algumas escorregadas lamentáveis. Ao contrário do que afirmou no texto, andar não é uma atividade "natural" para o ser humano. Também a predisposição para a fala, não significa que ela seja "natural". Por último, o sistema de energia elétrica atual não foi moldado por Edison, mas por Tesla.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando Antonio Remisio Figuinha

    30/10/2020 22:06:56

    Excelente artigo. A educação tem que ficar acima das diferenças políticas e ideológicas. Privar de conhecimento ou pior, da capacidade de adquirir conhecimento, é a pior doença que pode atingir uma sociedade. Pelos males irreversíveis que provoca, chega a ser desumano!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro Silva

    30/10/2020 18:29:36

    Desde quando professores viraram inimigos, se estes precisam de mais estrutura em escolas, bibliotecas e material para ensinar ? É incrível como a correspondente em Brasília, uma pessoa fisicamente próxima ao congresso e ao Ministério da Educação, consegue fazer o "olhar da formiga", apontar o dedo para educadores e esquecer dos inúmeros desmandos da máquina pública que são

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    F.Neto

    30/10/2020 17:36:24

    O sistema de energia elétrica que conhecemos hoje foi concebido por Nicola Tesla, não Thomas Edson.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    antonio sergio ferreira baptista

    30/10/2020 15:49:02

    Apesar do espaço pequeno aqui gostaria de frisar que o estudo do John Hopkins ´possui muitos erros de dados. Um estudo mais bem feito foi publicado no JAMA Network Open e mostra que cerca de 5200 pessoas morrem anualmente devido a eventos adversos do tratamento médico (AEMT) e cerca de 108 mil COM ALGUMA CONTRIBUIÇÃO de AEMT, o que é muito diferente do que foi dito no artigo da Sra.Barone. https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(17)32152-9/fulltext https://jamanetwork.com/journals/jamanetworkopen/fullarticle/2720915

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    antonio sergio ferreira baptista

    30/10/2020 15:31:11

    É preciso colocar as coisas nos seus devidos lugares. Estudo da John Hopkins mostra que cerca de 250 mil mortes anuais são devidas a mal-practice. Mas é preciso apontar que a maioria é causada por não se conseguir um diagnóstico correto a tempo, O QUE NEM SEMPRE É HUMANAMENTE POSSÍVEL, devido às dificuldades de interpretação dos sintomas de diversas doenças complexas, idade destes pacientes (a maioria muito idosos) e ao estado de emergência com que chegam aos hospitais. É claro que no Brasil isto se aguça devido à estrutura destruida do SUS após uma década de governo da organização criminosa petista. Mas cuidado com as interpretações.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    alexandre

    30/10/2020 14:35:56

    é uma das maiores imbecilidades que já li. Não à toa está em um folhetim.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • L

      Lucas Scatulin Bocca

      30/10/2020 15:03:43

      Esquerdista xingando apenas (e para variar) qdo seus dogmas são contestados. A articulista está ABSOLUTAMENTE correta!!! Imbecilidade é o q abunda nos cursos de pedagogia e nas secretarias de (des)educação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nilson Macan

    30/10/2020 11:20:05

    Excelente análise. Eu que tive uma formação em colégio Marista, lá no interior de SC fico horrorizado com a gestão e ensino ministrado no primeiro grau. Não entendo como uma criança pode ficar traumatizada por exigências dos professores, na minha época quem não estudava repetia tantas vezes quantas fossem necessárias. O resultado do "método" de Paulo Freire é por demais conhecido.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    30/10/2020 10:39:59

    Aos leitores que por acaso venham criticar o artigo brilhante, dou meu testemunho da finha filha, penalizada por esse crime que fazem cm as crianças. Morava em São Josè dos Campos-SP, e lá minha foi alfabetizada por tal construtivismo. Que beleza, metodo esquerdopata e sensivel às causas sociais. Logico, quando chegou no 6 ano não sabia tabuada e escrevia totalmente errado. Levei-a em psicologoa e psicopedagoga. Mas ninguem admitia questions o erro estava nessa excrescencia. Minha era completamente normal. Sou inimigo visceral de todos qie abraçam esta estulticie. Por que somente a Gazeta tenta chamar a atenção para isso? Obrigado Gazeta e Isabelle.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Luiza

    30/10/2020 9:02:05

    O Brasileiro é um ser do paleolítico que, ao invés de aprender com o mundo, almeja ser reconhecido como erudito por suas 'reflexões metafísicas'. Acaba sendo reconhecido como obtuso, assim como inepta a teoria advinda.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    flavio da silva pereira

    30/10/2020 2:52:59

    A matéria usa termos impróprios quando se refere ao fracasso usando a palavra negligenciar. É injusto, imoral e racismo associar as coisas ruins ao negro. Outra coisa bem importante é valorizar os professores, pois apesar dos governos não valorizarem a educação e pagando baixo salario aos professores muitos dão a vida pela educação, certamente são eles que ainda seguram o Brasil numa situação menos dramática. A ciência sem investimento é como veículo sem combustível, pode até andar quando alguém empurre, mas não vai longe rapidamente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    flavio da silva pereira

    30/10/2020 2:51:04

    A matéria usa termos impróprios quando se refere ao fracasso usando a palavra negligenciar. É injusto, imoral e racismo associar as coisas ruins ao negro. Outra coisa bem importante é valorizar os professores, pois apesar dos governos não valorizarem a educação e pagando baixo salario aos professores muitos dão a vida pela educação, certamente são eles que ainda seguram o Brasil numa situação menos dramática. A ciência sem investimento em como veículo sem combustível, pode até andar quando alguém empurra, mas não vai longe rapidamente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • L

      Leandro Fluzão

      31/10/2020 0:00:07

      Mas o que é que a palavra "negligenciar" tem a ver com racismo e com associação de coisas ruins ao negro? Por acaso você sabe o que significa "negligenciar"? Sabia também, que a palavra "negro" é de origem latina, o idioma dos brancos romanos?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Fernanda

      30/10/2020 11:01:53

      Com toda certeza os professores devem ser valorizados . Mas eles devem tambem usar as evidenciais entendeu?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.