Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Campões adeptos do homeschooling
Maria Sharapova foi educada em casa na adolescência| Foto: Ben Solomon / Tennis Australia / Fotos Públicas / Arquivo

No artigo anterior, conhecemos alguns exemplos de verdadeiros gênios, como intelectuais, cientistas e inventores, que fizeram a diferença em suas áreas de atuação e foram alunos de homeschooling na infância ou adolescência. É claro, contudo, que nem todo estudante é fascinado pelo mundo da ciência, o que não os torna de forma alguma alunos inferiores. Esse é outro aspecto do ensino domiciliar que merece destaque. Sem a típica preocupação das escolas tradicionais em nivelar toda uma turma mirando nos mesmos resultados, o homeschooling oferece um terreno mais fértil para que talentos individuais floresçam e se desenvolvam com muito mais liberdade e apoio. É por isso que há tantos exemplos de atletas e artistas que foram educados em casa.

O caso de Maria Sharapova, o fenômeno russo do tênis, encaixa-se com perfeição na situação descrita. O gosto pelo esporte surgiu cedo e aos 9 anos a atleta já frequentava uma das mais prestigiadas academias esportivas dos Estados Unidos. Nesse período ela ainda estudava numa escola comum, mas, aos 11, o talento da garota tornou-se ainda mais notável, levando seus pais a decidirem que ela precisava de mais tempo disponível para dedicar-se ao esporte que amava e que poderia lhe dar um futuro promissor.

A história mostra que acertaram em cheio. A partir dessa idade, Maria passou a ser educada em casa, pela mãe. O ensino personalizado e a carga horária flexível foram fatores fundamentais para que ela se dedicasse mais aos treinos. Assim, aos 13 anos, ela ganhou seu primeiro campeonato mundial e sua ascensão no tênis não parou mais.

Ainda no tênis, os pais das campeãs Vênus e Serena Williams, fizeram uma opção diferente. Ambas foram homeschoolers durante toda a infância, período no qual houve grande dedicação ao esporte. Elas só passaram a frequentar uma escola quando atingiram a idade de ir para o high school.

Já para Sage Kotsenburg, a escola nunca esteve em sua trajetória. Medalha de ouro em snowboard nas Olimpíadas de Inverno de 2014, em Sochi, Rússia, o atleta que hoje tem 27 anos fez ensino domiciliar a vida toda, por meio da Alpha Omega Academy (AOA), uma escola online cristã que presta suporte para famílias homeschoolers dos Estados Unidos e de outros países onde a modalidade é reconhecida. Após a conquista do ouro olímpico, Kotsenburg fez questão de mencionar a instituição nas entrevistas que concedeu: “A AOA me deu a oportunidade de aproveitar experiências de vida que uma sala de aula tradicional nunca poderia me dar”, disse o campeão, referindo-se principalmente à flexibilidade que essa forma de educação garante.

No mundo do cinema, já falamos em outro texto sobre a relação de Ryan Gosling e Emma Watson com o ensino domiciliar, mas a lista de celebridades que foram educadas em casa inclui também Woopi Goldberg, a atriz que encantou o mundo com suas performances em filmes como Mudança de Hábito e Ghost. Quando pequena, ela foi diagnosticada com dislexia, o que influenciou na decisão da família de optar pela educação domiciliar. Sua condição, contudo, não a impediu de se tornar uma das atrizes mais bem sucedidas de Hollywood.

Histórias como a dela são tão inspiradoras que motivam até aqueles que não foram educados por homeschooling a adotarem a modalidade. O astro Will Smith fez essa opção com seus filhos Willow e Jaden. Desde 2001, ele e sua esposa, a também atriz Jada Pinkett Smith, educam seus filhos em casa, com o auxílio de um grupo de famílias amigas, todas adeptas do ensino domiciliar. Numa entrevista concedida em 2005 à revista People, Jada afirmou que tomou a decisão de não colocá-los numa escola porque considerava as escolas norte-americanas, tanto públicas como privadas, “feitas para a era industrial” e que ela gostaria de ver seus filhos aprendendo, não apenas memorizando.

Um caminho semelhante é seguido por Mayim Bialik, a Amy da famosa série de TV The Big Bang Theory. Entusiasta do ensino à distância, ela chegou a gravar um vídeo, patrocinado por uma plataforma de cursos online, no qual conta por que escolheu o homeschooling para seus filhos. Em sua fala, ela desmonta vários dos clichês repetidos à exaustão para atacar a modalidade, em especial no que diz respeito à socialização.

Os citados até aqui são apenas algumas das celebridades cuja fama chegou ao Brasil, mas, aos mais aficionados por listas, informo que há dezenas de sites na internet que reúnem exemplos de famosos educados em casa ou que adotaram o homeschooling com seus filhos. Entre eles o que há em comum é a certeza de que essa é a forma de educação que mais respeita os talentos individuais de cada criança.

*Jônatas Dias Lima é jornalista e assessor parlamentar na Câmara dos Deputados, onde atua junto à Frente Parlamentar em Defesa do Homeschooling. E-mail: jonatasdl@live.com.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]