Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Começa a primeira fase do vestibular da UFPR | Tatiana Duarte/Gazeta do Povo
Começa a primeira fase do vestibular da UFPR| Foto: Tatiana Duarte/Gazeta do Povo
  • Portadores de necessidades especiais fazem provas em locais adaptados

Começou o vestibular 2011 da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Exatamente às 14 horas deste domingo, dia 14 de novembro, os estudantes receberam o sinal verde para começarem as provas.

No câmpus de Agrárias da UFPR, no Juvevê, fazem prova os candidatos portadores de necessidades especiais. Segundo a organização do exame, eles são 51 estudantes. Destes, 37 disputam as vagas destinadas exclusivamente para os portadores de necessidades especiais, uma em cada um das 95 opções de curso. Os outros 14 candidatos preferiram disputar as vagas gerais.

Segundo Rui Fernando Pilotto, médico que coordena a avaliação destes candidatos, este é o terceiro ano de banca especial. Ele explica que os candidatos são divididos de acordo com a necessidade: alguns fazem provas em braile, outros recebem provas com letras maiores, alguns fazem o exame utulizando a linguagem de sinais (libras) e há ainda os cadeirantes, que são alocados em salas preparadas. Durante a prova já é feita a avaliação dos candidatos, verificando-se se eles são mesmo portadores de necessidades especiais.

Primeira Fase

Mais de 43,8 mil candidatos concorrerão às 5.540 vagas. Neste ano, a UFPR vai destinar 10% das vagas em cada curso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação, que classifica candidatos a instituições públicas exclusivamente pela nota do Exame Nacional do ensino Médio (Enem). Além disso, o Enem terá peso de 10% na nota final dos estudantes que fizerem o vestibular. Mesmo com os problemas encontrados no exame, a Federal disse que pretende manter o uso do exame em seu processo seletivo.

Locais de Prova

Outra mudança neste ano é quanto aos locais de prova. A principal alteração foi a exclusão do câmpus da Pontifícia Universidade Católica (PUCPR), lugar que até o ano passado concentrava o maior número de candidatos, cerca de 10 mil. Para realocar o grande número de inscritos, o Núcleo de Concursos precisou alterar a distribuição dos candidatos, fazendo cinco substituições.Continuam sendo 28 pontos espalhados por toda a cidade. O que concentra mais candidatos é a Universidade Positivo, no Campo Comprido, com 6.272 inscritos. Em seguida está o câmpus da Uniandrade no Santa Quitéria, com 4.263 pessoas, e o terceiro maior local é o câmpus da Faculdades do Brasil (Unibrasil), no Tarumã, que terá 3.889 vestibulandos. Além da UP, outras instituições entraram para a lista, como o Colégio Marista Santa Maria, no bairro São Lourenço (1.624 candidatos) e a Faculdade Radial, no Cristo Rei (842 candidatos).

A prova

A prova trará 80 questões de múltipla escolha, todas valendo um ponto, e haverá cinco horas para resolvê-las, o que dá 3 minutos e 45 segundos para responder cada uma. O diretor do Curso Positivo, Renato Ribas Vaz, recomenda ao aluno iniciar a prova pelas disciplinas em que tem mais facilidade. O método é importante tanto para garantir mais pontos quanto para aumentar a confiança durante o exame.

"Em relação ao Enem, a prova da Federal é muito menos cansativa, pelo nível de contextualização e pelo número de questões", afirma o professor Fernando Luiz Fruet Ribeiro, diretor do Curso Unificado. Segundo ele, a Federal exige mais conhecimentos específicos que o Enem, exame que cobra os assuntos de forma global e exige muita interpretação de texto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]