222414

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. Eleições 2018
  5. Com Lula preso, PT fará entrevista ao vivo com Haddad durante debate na TV

Internet

Com Lula preso, PT fará entrevista ao vivo com Haddad durante debate na TV

Legenda considera pedir que a Bandeirantes coloque uma cadeira vazia com o nome do ex-presidente durante o debate, marcado para próxima quinta-feira

  • São Paulo
  • Estadão Conteúdo
 | NELSON ALMEIDA/AFP
NELSON ALMEIDA/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), candidato a vice-presidente e possível substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na eleição presidencial, pretende fazer uma transmissão paralela na internet durante o debate entre candidatos que será realizado pela TV Bandeirantes, nesta quinta-feira (9).

O PT vai insistir, no entanto, que Lula, preso em Curitiba, participe do debate. A legenda considera ainda pedir que a emissora coloque uma cadeira vazia com o nome do ex-presidente durante o programa.

Haddad afirmou que o partido deverá fazer um “debate programático” com a participação de blogueiros. “E nós vamos ganhar em audiência”, declarou, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira (7), ao lado da deputada gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB), escolhido para ser candidata a vice-presidente após a decisão da Justiça Eleitoral sobre Lula.

Leia também: General Mourão defende fechamento da ‘TV do Supremo’: “povo não entende nada”

Para defender a presença do ex-presidente no debate, o PT alega que ele foi oficializado como candidato durante convenção, no último sábado (4), e que a confirmação foi registrada em ata no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para os demais debates, após o registro da candidatura no dia 15, o núcleo da campanha petista defende que a discussão sobre a presença de Lula ou de um representante nos programas seja feita na Justiça Eleitoral. “Lula teria, até o deferimento ou não, espero que seja o deferimento do seu pedido, o direito de participar de tudo. A lei é clara, inclui rádio e TV”, disse Haddad.

O coordenador da campanha presidencial do PT, José Sergio Gabrielli, reforçou que o partido tentará na Justiça, até a última instância, que Lula esteja no debate da Band. “O candidato é Lula. Vamos forçar para que Lula esteja lá.” A emissora já informou à campanha que apenas o candidato a presidente deve estar no programa e que não cabe ao canal de televisão buscar que Lula deixe a prisão, em Curitiba, para participar.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>